China aperta certo contra criptomoedas em meio a lançamento de moeda digital

Recentemente o banco central da país até propôs banir as moedas digitais lastreadas em Yuan, efetivamente acabando com os competidores da moeda oficial.

Siga no

A China está fechando o certo contra diferentes exchanges de criptomoedas, provavelmente preparando o terreno para o lançamento de sua moeda digital, Yuan Digital. De acordo com informações do CoinNounce as atividades de diferentes empresas foram paralisadas desde que a China passou a “investigar” empresas que trabalham com criptomoedas. Entre as empresas estão a TokenBetter, OKEx e Huobi.

Essas investigações acontecem em meio ao possível lançamento da moeda digital (CBDC) da China, conhecido como Yuan Digital, ou DCEP. A investigação começou por volta de 16 de outubro e até hoje segue sem conclusão. O site também afirma que os clientes estão há mais de 1 mês sem ter acesso ao dinheiro que estava depositado na corretora TokenBetter. O site da exchange não está disponível também e as atividades nas redes sociais pararam desde de 15 de outubro.

Alguns clientes estão temendo pelo pior, acreditando que os administradores dessa corretora possam ter realizado um golpe (famoso exit scam), já que eles, diferente de outras empresas, não explicaram nada sobre a situação e simplesmente pararam as atividades sem manter uma comunicação com os clientes.

No entanto, a TokenBetter não é a primeira vítima das autoridades chinesas agindo exatamente dessa forma em relação a exchange de criptomoedas. A OKEx foi obrigada a suspender diversos serviços, incluindo saques, no dia 16 de outubro, citando que os responsáveis pelas chaves privadas estavam trabalhando junto com as forças policias do país em uma investigação.

China se preparando para lançar o Yuan Digital

As autoridades chinesas vêm implementando diferentes medidas (muitas bem estritas) para o lançamento do Yuan Digital, incluindo uma maior restrição na indústria de criptomoedas. Considerando que o Yuan Digital é a moeda fiduciária digitalizada, as criptomoedas representam um concorrente e uma ameaça para o DCEP.

Recentemente o banco central da país até propôs banir as moedas digitais lastreadas em Yuan, efetivamente acabando com os competidores da moeda oficial.

A China continua sendo o país com uma Moeda Digital de Banco Central mais avançada em todo o mundo. Claro, isso acabou deixando muitos outros países assustados em relação a soberania de seu próprio dinheiro e até mesmo fez com que o Banco Central Europeu se posicionasse em relação ao lançamento de um Euro Digital.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Glaidson dos Santos em pronunciamento feito pela Gas Consultoria antes de Operação da PF Faraó dos Bitcoins

Justiça bloqueia mais de meio milhão do “Faraó dos Bitcoins” em apenas quatro horas

A justiça brasileira determinou o bloqueio de mais de meio milhão de reais das contas do Faraó dos Bitcoins em menos de quatro horas. Essa...
Homem com algemas segurando Bitcoin criptomoedas sequestro prisão

Polícia desarticula quadrilha que iria sequestrar investidor de criptomoedas em Campinas

A polícia militar de São Paulo, por meio de seu Batalhão de Ações Especiais (BAEP), ajudou o Gaeco a desarticular uma quadrilha que planejava...
Imagem de enterro do Bitcoin após morte

Quantas vezes o Bitcoin morreu? 37 só este ano

Segundo estatísticas do site 99Bitcoins, o Bitcoin já foi declarado "morto" 37 vezes apenas em 2021, quase três vezes mais do que todo o...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias