Coinbase escolhe Goldman Sachs para preparar IPO

Goldman Sachs vai preparar oferta pública inicial da Coinbase

Siga no

A maior corretora de criptomoedas dos Estados Unidos, a Coinbase, escolheu a Goldman Sachs para preparar sua oferta pública inicial (IPO). De acordo com a Reuters, depois de a corretora pedir à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) para realizar sua IPO, a empresa supostamente contratou a Goldman Sachs para coordenar a oferta publica. A Coinbase é a primeira corretora dos EUA a abrir o capital.

Goldman Sachs Group é uma das maiores empresas globais de banco de investimento, gestão de valores imobiliários e de investimentos, ela fornece uma ampla gama de serviços financeiros para uma base de clientes substancial e diversificada que inclui corporações, instituições financeiras, governos e pessoas físicas com patrimônio líquido elevado.

A Coinbase começou a planejar sua IPO em julho. Naquela época, a corretora de criptomoedas pretendia fazer uma listagem direta, em vez de IPO. Ainda não está claro qual o caminho que a Coinbase seguirá em sua estreia na bolsa de valores.

No dia 18 de dezembro a corretora anunciou que havia protocolado uma minuta de registro na SEC. A empresa tem mais de $ 25 bilhões em ativos custodiados e 35 milhões de usuários.

Em 2018 a Coinbase foi avaliada em US$ 8 bilhões, de acordo com a Messari, a empresa poderia ser avaliada em US$ 28 bilhões após abrir seu capital:

“A empresa mudou recentemente seu conselho de administração e contratou o analista de risco Marc Andreessen, o veterano do Google, Gokul Rajaram, e a ex-CFO da Cisco, Kelly Kramer, isso parece ser o estágio final de preparação para uma IPO que pode resultar em uma avaliação de US $ 28 bilhões.”, disse a empresa.

A corretora americana FTX listou ações da Coinbase em forma de Tokens: CBSE, que pode ser comprado por usuários como um contrato pré-IPO. Os contratos “representam contratos futuros cujo valor está vinculado à capitalização de mercado de uma ação da Coinbase Inc”.

Após a listagem, o CBSE atingiu US$ 300 por ação em um certo momento, fazendo a avaliação da Coinbase atingir US$ 75 bilhões com suas 250 milhões de ações.

A avaliação da empresa é vista por alguns como exagerada, levando em conta que a empresa não tem lucro superior a US$ 1 bilhão por mês.

Ainda não está claro o quanto a empresa de fato vale, mas investidores e corretores do mercado de ações tradicionais avaliam a Coinbase por pelo menos US$ 20 bilhões.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Bitcoin ganha novo impulso de alta e supera US$ 34 mil, entenda

O Bitcoin continua a se recuperar de sua queda no início da semana após várias empresas darem sinais que estão correndo para apostar no...
dolar rasgado e Bitcoin. Imagem: ShutterStock

Valor total de transações com bitcoin em 2021 deve superar PIB dos EUA

Pela primeira vez em menos de sete meses, o volume total de transferências com bitcoin ultrapassou US $ 15,8 trilhões. Como resultado, o volume...
CEFI vs DEFI

DeFi vs CeFi: Finanças Centralizadas vs Finanças Descentralizadas

Finanças descentralizadas (DeFi) são uma das fatias mais cobiçadas da indústria de blockchain hoje, mas a ideia em si tem origens muito mais humildes. Na verdade,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias