Inicio Bitcoin Com Bitcoin caindo, altcoins podem começar nova temporada?

Com Bitcoin caindo, altcoins podem começar nova temporada?

Mercado está de olho nos projetos alternativos?

-

Compartilhe
Com Bitcoin caindo, altcoins podem começar nova temporada?

O Bitcoin é um dos destaques de valorização do ano de 2019 frente a demais moedas. Entretanto, após se valorizar até quase U$ 14 mil, os preços do Bitcoin vêm caindo, com rumores apontando para uma possível temporada das altcoins.

Certamente o cenário é difícil de ser previsto, afinal não se sabe se o Bitcoin (BTC) realmente chegou na máxima do ano. Com o movimento de subida dos preços do Bitcoin, várias altcoins tiveram extrema desvalorização. Entretanto, com a nova queda no preço do BTC, um indicador disse ser possível uma retomada das altcoins.

Bitcoin segue caindo, temporada das altcoins está no início?

O mês de junho, para os preços do Bitcoin, foi o melhor de 2019 e, além disso, talvez até melhor do que 2018. Isso porque em nenhum mês do ano de 2018 o Bitcoin se valorizou tanto quanto no mês de junho de 2019. Cabe o destaque que o Bitcoin chegou a se valorizar mais de 38% apenas neste mês.

Fonte: https://coinmarketcap.com/currencies/bitcoin/

Entretanto, o final deste mês foi marcado por uma realização de lucros no Bitcoin, com uma queda acentuada após se aproximar da região de U$ 14 mil. O trader Magic, havia alertado recentemente para o comportamento dos preços do Bitcoin ao chegar na marca de U$ 13.500.

No momento da escrita deste, o Bitcoin está cotado em cerca de U$ 10.400 por unidade. Um outro fato de destaque é para a volatilidade anual até junho de 2019. Isso porque o BTC já ultrapassou a marca de 100% de volatilidade no ano, marcando 102% de oscilação.

Mas e as criptomoedas alternativas?

As criptomoedas alternativas, também conhecidas como altcoins, representam menos de 40% do criptomercado. Certamente o ano não tem sido fácil para quem apostou em tais projetos, com algumas poucas exceções.

Um entusiasta das criptomoedas afirmou que há três altcoins que podem se valorizar mais do que o Bitcoin. Além disso, o ano de 2019 tem sido bom para o token da Binance (BNB), que apesar da alta volatilidade (76%), teve grande valorização.

De acordo com o portal AMbCrypto, com os preços do Bitcoin lateralizando, as altcoins podem recuperar seu valor. Além disso, dados do Google Trends, que mede as pesquisas, tem diminuído para o Bitcoin. Entretanto, o termo “temporada das altcoins” tem crescido nos EUA.

Cabe o destaque que o mercado dos Estados Unidos é o maior das criptomoedas. No momento da escrita deste, mais de 76% dos trades com Bitcoin eram feitos em Dólar, de acordo com dados do Coinhills. Se os principais players estão movimentando Bitcoin, entretanto, de olho nas altcoins, o mercado pode ver uma diminuição da dominância do Bitcoin nos próximos dias.

Fonte: Coinhills

Comparação com Bolha .com dos anos 2000

Outro analista, chamado Peter Brandt, comentou sobre o comportamento das altcoins em 2017. Certamente, vários projetos se beneficiaram com a escalada de preços do Bitcoin naquele ano.

Para Brandt, esse comportamento foi semelhante ao início dos websites nos anos 2000, que criaram uma bolha que logo estourou. Essa comparação se dá certamente pelo fato de que, com a desvalorização do Bitcoin, várias altcoins deixaram de existir ainda em 2018.

Entretanto, Brandt relembrou que nos anos posteriores, 2001-2002, projetos promissores voltaram. Para isso acontecer, certamente foi necessário criar valor com as soluções. Com isso o analista traçou um paralelo, e talvez o cenário poderá ser semelhante com as altcoins. Isso porque, aqueles projetos que criarem valor, poderão ter destaque no criptomercado.

Curta nossa página no Facebook e também no Twitterpara começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Bitcoin atinge R$ 1 bilhão em negociações no Brasil e quebra recorde na América Latina

O Brasil registrou mais de R$ 1 bilhão em negociações envolvendo o bitcoin. A criptomoeda vive um importante momento de expansão na América Latina....

Hacker invade corretora de criptomoedas e rouba mais de R$ 120 milhões

Na última quinta-feira (11) a Bitpoint sofreu um duro ataque hacker em sua plataforma. A corretora de criptomoedas perdeu mais de R$ 120 milhões...

Clientes da Indeal defendem empresa

Após uma investigação da Polícia Federal, os negócios da Indeal deixaram de ser operados em todo o Brasil. A investigação resultou na prisão de...

Bitcoin vai subir? Trader aponta U$ 16 mil em breve

Na última semana o preço do Bitcoin em real ultrapassou os R$ 50 mil, a desvalorização veio forte. No momento da escrita deste, a...
 

COMENTÁRIOS

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Bitcoin atinge R$ 1 bilhão em negociações no Brasil e quebra recorde na América Latina

O Brasil registrou mais de R$ 1 bilhão em negociações envolvendo o bitcoin. A criptomoeda vive um importante momento de expansão na América Latina....

Hacker invade corretora de criptomoedas e rouba mais de R$ 120 milhões

Na última quinta-feira (11) a Bitpoint sofreu um duro ataque hacker em sua plataforma. A corretora de criptomoedas perdeu mais de R$ 120 milhões...

Clientes da Indeal defendem empresa

Após uma investigação da Polícia Federal, os negócios da Indeal deixaram de ser operados em todo o Brasil. A investigação resultou na prisão de...
Compartilhe