Compra de Bitcoin na Argentina bate recordes

-

Siga no
Preço do Bitcoin explode com crise na Argentina
Preço do Bitcoin em alta na Argentina
Anúncio

Desde antes da quarentena contra a Covid-19, uma crise financeira estava se aproximando de diferentes economias e muitos especialistas estavam de olho em como o Bitcoin iria reagir em meio a essa situação.

De acordo com dados da Argentina, aparentemente os defensores das criptomoedas estavam certos, com argentinos correndo para investir em Bitcoin em meio à desvalorização do peso.

Observar como economias que estão entrando em crise estão se comportando é uma métrica importante para qualquer pessoa que quer entender o futuro do setor financeiro global.

Anúncio

Como mostrado pelo Bitcoinist e de acordo com dados da LocalBitcoins, uma corretora peer-to-peer, é possível notar níveis recordes de peso entrando na criptoeconomia, principalmente no Bitcoin.

O Bitcoin está surgindo como uma esperança na Argentina

Dados do Arcane Research também mostram que o interesse pelo Bitcoin na Argentina vem crescendo constantemente, principalmente após o início da crise, em 2018.

Desde esse período, o volume de negociações na LocalBitcoins cresceu 1028% em pesos argentinos, 407% em Bitcoin e 139% em dólar.

Dados da LocalBitcoins mostram os volumes recordes de Bitcoin e Dólar na Argentina.

De uns tempos para cá, o Bitcoin recebeu a nomenclatura de reserva de valor, sendo defendido como uma forma muito melhor de guardar “dinheiro”.

Isso colocou a criptomoeda em uma mesma classe que o ouro, com muita gente dizendo que o Bitcoin é o ouro digital. Os dados apresentados pela Arcane Research reforçam que muitos varejistas também estão vendo o BTC como uma reserva de valor muito melhor do que os bancos.

Com o número constante de pesos entrando na criptoeconomia, é possível notar que a confiança dos argentinos na moeda fiduciária caí enquanto a confiança no Bitcoin sobe.

No começo da crise, o governo restringiu a compra de dólares no país, o que pode ter sido um dos catalisadores para o aumento no volume de negociações com o Bitcoin por lá.

Incensurável, o BTC vem sendo adotado como uma reserva de valor

Bitcoin e Dólar
Para muitos, o Bitcoin vai se tornar a principal moeda no futuro.

Em um determinado momento, o governo da Argentina chegou a tentar dificultar a compra do Bitcoin. No entanto, por definição, essa é uma criptomoeda totalmente descentralizada e que não pode ser censurada.

Através de corretoras peer-to-peer ou até mesmo por compra direta, os argentinos continuam comprando a moeda digital como um hedge contra a inflação.

Em meio à crise do Coronavírus esse é um comportamento que vem ganhando mais força em vários países. A Venezuela, que também passava por uma crise antes da Covid-19, também vem apostando nas criptomoedas, principalmente no Dash e no BTC.

Do outro lado do mundo, na Rússia, vemos que o volume de negociação de Bitcoins e saques em bancos mostra a mesma falta de confiança na moeda fiduciária.

Com uma das piores crises globais chegando em um futuro não tão distante, esse é um comportamento que pode ser repetido cada vez mais. Até mesmo o real, que está cada vez mais desvalorizado ante o dólar, pode passar por efeitos semelhantes.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Leia mais

Verificador de saldo de endereços bitcoin

Verifique o Saldo de Endereços Bitcoin

O Verificador de Saldo de Endereços Bitcoin já está disponível. Desenvolvido no Brasil, o aplicativo permite verificar facilmente o saldo de diversos endereços bitcoin...
ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Últimas notícias

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...