Congresso americano marca data para decidir o futuro das criptomoedas; mais turbulência pela frente?

No documento de 162 páginas, que será usado como base para a discussão, são abordados pontos como o papel e a modernização das agências reguladoras, bem como a correta categorização de cada criptomoeda.

Em uma curta nota publicada nesta terça-feira (6), o presidente do Comitê de Serviços Financeiros dos EUA marcou uma reunião para discutir o futuro das criptomoedas.

Intitulada “o futuro dos ativos digitais: fornecendo clareza para o ecossistema de ativos digitais”, a audiência está marcada para a tarde da próxima terça-feira (13).

“O presidente Patrick McHenry anuncia uma audiência sobre o futuro do ecossistema de ativos digitais e os esforços do Congresso para fornecer regras claras.”

Congresso americano está tentando modernizar suas leis

A semana está sendo turbulenta no mercado de criptomoedas. Afinal, a CVM americana processou as duas maiores corretoras do setor, Binance e Coinbase, causando estresse nos preços.

No entanto, vale notar que a SEC lida apenas com valores mobiliários. Ou seja, apenas algumas criptomoedas foram mencionadas nos processos.

Já o Comitê de Serviços Financeiros possui mais poderes e, portanto, pode preencher brechas regulatórias das quais agências como SEC e CFTC não possuem controle.

“Este esboço de discussão é o primeiro passo para cumprir o compromisso dos republicanos de desenvolver regras claras para o ecossistema de ativos digitais.”

“Nosso objetivo é encontrar o equilíbrio adequado entre a proteção do consumidor e o incentivo à inovação responsável”, continuou Patrick McHenry. “Este é o produto de um esforço conjunto sem precedentes […] o que nos dá uma chance melhor de atingir esse equilíbrio.”

No documento de 162 páginas, que será usado como base para a discussão, são abordados pontos como o papel e a modernização das agências reguladoras, bem como a correta categorização de cada criptomoeda.

Além disso, o texto também aborda corretoras e custodiantes, bem como visa entender as novas vertentes do setor cripto, como NFTs e DeFi (finanças descentralizadas).

Mais regulamentação pela frente?

Ao que tudo indica, o texto procura oferecer uma maior clareza regulatória sobre as criptomoedas nos EUA, algo requisitado pela própria indústria que hoje vive sem respostas diretas.

Por outro lado, também podemos esperar uma maior repreensão sobre determinadas criptomoedas. Tomando como exemplo os processos da SEC, é possível que mais projetos sejam enquadrados como valores mobiliários. Portanto, estes poderão perder mercado.

Em última análise, isso deve beneficiar criptomoedas verdadeiramente descentralizadas, como o Bitcoin, podendo resultar na aprovação de um tão aguardado ETF à vista de BTC.

No entanto, outros alegam que o Bitcoin é apenas o próximo alvo dos reguladores. Um dos maiores exemplos é o fundador da Cardano, criptomoeda citada pela SEC como um valor mobiliário nesta semana.

“E eles não entendem que são os próximos”, comentou Charles Hoskinson nesta quarta-feira (7), referindo-se aos maximalistas de Bitcoin que estão comemorando a pressão sobre projetos Proof-of-Stake.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias