Cripto Fraude: Netflix lança novo documentário sobre golpe com criptomoedas

Centra Tech arrecadou milhões de dólares em oferta inicial de tokens, mas lesou os investidores com suas promessas falsas de ser o "novo bitcoin".

A Netflix disponibilizou um novo documentário em seu catálogo envolvendo o mercado de criptomoedas. Chamado originalmente de “Bitconned“, o conteúdo chegou ao Brasil com o nome “Cripto Fraude“.

A trama gira em torno da empresa Centra Tech, fundada por vários golpistas confessos. Tudo começou quando antigos estelionatários que se conheciam desde a infância resolveram abrir um negócio no mercado das moedas digitais.

Aproveitando a inocência de novos investidores no auge de 2017, quando as ofertas iniciais de tokens se popularizaram, os amigos prometeram uma nova revolução.

Com isso, a Centra promoveria a chegada de cartões de débito para seus investidores gastarem suas criptomoedas. O fácil acesso ao produto evitaria que as pessoas que detivessem moedas ou tokens precisassem abrir contas bancárias para consumir.

De acordo com a própria Netflix em artigo sobre o Bitconned, o criador do esquema sabia que nunca planejou lançar qualquer cartão, ou seja, queria apenas lucrar facilmente em um mercado inexplorado e sem regulações.

Sempre que você encontra um mercado como esse, basta descobrir como explorá-lo“, explica o cofundador da Centra, Ray Trapani, no documentário.

Produzido pelo diretor Bryan Storkel, a história apresenta conversas reais com Ray e alguns de seus familiares, que já conheciam seu passado como estelionatário. “Desde criança, sempre quis ser um criminoso“, revela o criador da Centra Tech, sem meias-palavras.

Além disso, uma vítima do esquema participou dando seu depoimento. Um jornalista do New York Times que acompanhou a fraude, assim como autoridades também fornecem seus depoimentos sobre o caso.

O que foi a Centra Tech?

Em 2017, Trapani e Sam Sorbee Sharma lançaram a Centra Tech, que pretendia arrecadar fundos por meio de uma oferta inicial de moedas (ICO) para uma criptomoeda chamada Centra.

O lançamento ocorreu na rede Ethereum e movimentou milhões de dólares diretamente para as carteiras dos golpistas.

Além da moeda suspeita, a Centra Tech também afirmou que estava em processo de criação de um cartão de débito real que permitiria facilmente aos usuários gastar Centra e várias outras criptomoedas em tempo real.

Criptomoeda Centra surgiu com ICO em 2017 prometendo novo sistema financeiro e blockchain melhor que Bitcoin, mas fraudou investidores em milhões de dólares
Criptomoeda Centra surgiu com ICO em 2017 prometendo novo sistema financeiro e blockchain melhor que Bitcoin, mas fraudou investidores em milhões de dólares/ Reprodução.

Sem nenhuma experiência em negócios reais, apenas em golpes, a Centra não demorou a ruir, e agora chega como mais um documentário da Netflix para mostrar os riscos do mercado de criptomoedas para novos investidores que buscam “novos bitcoins” diariamente.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias