Crise na China acorda baleia de Bitcoin ‘adormecida’ há 9 anos

Durante os últimos nove anos, o Bitcoin apresentou muitas altas e baixas, começando com a subida para 300 dólares em 2013, US$ 20.000 em 2017 e US$ 60.000 em 2021, além de fortes correções.

Siga no
Baleia Bitcoin. (Imagem: Adobe Stock)
Baleia Bitcoin. (Imagem: Adobe Stock)

Após quase nove anos sem movimentar bitcoins, uma baleia enviou 616 BTC, cerca de 144 milhões de reais, para outra carteira no mesmo momento em que a China vive uma bolha imobiliária, marcada pela queda da incorporadora Evergrande.

Devido ao Bitcoin ser pseudoanônimo, é impossível determinar o proprietário da carteira, bem como do dono do endereço de recebimento deste montante, não ficando claro se a quantia foi enviada para outro endereço da mesma pessoa, para um terceiro ou para uma exchange.

“Um endereço inativo contendo 616 BTC (29.470.042 USD) acaba de ser ativado após 8,8 anos (no valor de 6.667 USD em 2012)!”

As moedas estavam paradas desde 2012, na data elas valiam cerca de 7 mil dólares, rendendo cerca de 449.900%. Poucos investimentos tiveram tanto retorno neste mesmo período.

Além disso, esta baleia também tinha a posse de todas moedas derivadas de forks do Bitcoin e aproveitou para mover 616 BCH no valor de 1,8 milhão de reais e 616 BSV equivalente a 450 mil reais.

Criptomercado preocupado com a China?

Durante os últimos nove anos, o Bitcoin apresentou muitas altas e baixas, começando com a subida para 300 dólares em 2013, US$ 20.000 em 2017 e US$ 60.000 em 2021, além de fortes correções.

Mesmo assim, apenas agora diante do temor financeiro mundial que a China vem provocando por conta da bolha do setor imobiliário é que esta fortuna de 616 BTC foi tocada.

Vale lembrar que o Bitcoin surgiu após a crise imobiliária dos EUA em 2007-2008, crise que acabou afetando não apenas o setor imobiliário e os EUA, mas o mundo como um todo.

A chamada crise do subprime fez com que muitos países injetassem dinheiro na economia para evitar a falência de bancos, comprando títulos, duplicatas e debêntures. A manchete do The Times foi imortalizada no bloco gênesis do Bitcoin, em tradução livre:

The Times 03/Jan/2009 Chanceler à beira do segundo resgate aos bancos.

Desta vez é a segunda maior economia do mundo que está preocupando o mundo e, embora o Bitcoin tenha caído 8% nas últimas 24 horas, o ativo digital pode ser um porto seguro para reserva de valor.

Quanto aos 616 BTC, talvez o dono da carteira esteja apenas se preparando para organizar uma grande festa. Dificilmente ele está preocupado, sem falar que ele pode ter mais BTC em outras carteiras.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin rompe alta histórica e é negociado acima dos 65 mil dólares

Com um mercado otimista em relação a questões regulatórias, o preço do Bitcoin rompeu a sua máxima histórica de 64.895 dólares registrada em abril...

Criptomoeda “promissora e fora do radar” desaparece com R$3 milhões dos investidores

Golpes envolvendo arrecadação de dinheiro e então um abandono do projeto são bem comuns, mas a CryptoEats foi além. A falsa empresa usou influenciadores...

FCA faz alerta para “jovens” que investem em criptomoedas

Segundo relatório publicado pela Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido, a maior parte dos jovens faz investimentos arriscados por conta da competição...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias