CVC é vítima de ataque hacker, ações da empresa em queda

Ainda não foi informado o tipo de ataque, mas considerando os recentes vetores adotados por cibercriminosos no Brasil, principalmente com casos recentes como o da Renner, é fácil especular que seja um ataque de ransomware.

Siga no

A CVC Corp, responsável por uma das maiores redes de agência de viagem do Brasil, foi vítima de um ataque hacker que prejudicou o funcionamento de seus sistemas e a comunicação com clientes. De acordo com o anúncio da companhia, o ataque aconteceu no sábado, dia 2, e até o momento a CVC ainda enfrenta dificuldades por causa da ação dos criminosos.

No comunicado oficial, a CVC afirmou que após ser vítima do ataque, prontamente acionou os seus sistemas e protocolos de segurança para minimizar os danos causados aos seus sistemas.

Enquanto as viagens com reservas confirmadas não foram impactadas pelo ataque, o atendimento ao cliente foi afetado e foi necessária uma priorização dos que estavam com embarque próximo.

Comunicado oficial da CVC divulgado nas redes sociais da companhia na manhã de segunda-feira (4).

Ataque hacker

A CVC não afirmou qual foi o tipo de ataque hacker e quais sistemas foram afetados ou que tipos de dados podem ter sido comprometidos. Além dos atrasados e problemas com a comunicação com os clientes, a CVC também não deu mais informações sobre como o ataque prejudicou as informações e segurança dos que utilizam os sistemas da empresa.

Até o momento da escrita desse artigo, o site oficial da CVC mostrava o alerta para visitantes, indicando que o ataque hacker ainda está afetando o sistema de alguma maneira.

Com o ataque hacker e a demora no tempo para solucionar e regularizar todo o funcionamento o mercado parece ter perdido confiança com o valor das ações da CVC (CVCB3) caindo mais de 8% nos últimos 5 dicas, com uma clara queda a acentuada a partir do último final de semana, quando aconteceu o ataque hacker.

Ransomware?

Ainda não foi informado o tipo de ataque, mas considerando os recentes vetores adotados por cibercriminosos no Brasil, principalmente com casos recentes como o da Renner, é fácil especular que seja um ataque de ransomware.

Além disso, o tempo para resolver os problemas causados também indicam que a empresa foi vítima de um desses ataques. Geralmente hackers que atuam com esses vetores de ataque cibernético costumam pedir um resgate para liberar o sistema da vítima. No caso da Renner, informações apontavam para um pedido de resgate de R$ 5 bilhões.

Como a CVC não se pronunciou oficialmente sobre o problema, não dá para saber qual é o tipo de hack ou se há algum pedido de resgate envolvido. Não há nenhuma previsão para que os sistema seja reestabelecido para o padrão.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Jack Dorsey, CEO do Twitter e fã do Bitcoin

Empresa de CEO do Twitter quer minerar Bitcoin

A Square, empresa de Jack Dorsey listada na NYSE, quer minerar Bitcoin como estratégia de negócio. A informação foi compartilhada por Dorsey em seu Twitter,...
Pedro-Bial-Hashdex

Pedro Bial testemunha o poder transformador das criptomoedas em campanha da Hashdex

A Hashdex surgiu para democratizar os investimentos em criptomoedas, oferecendo produtos seguros e regulados para todos os investidores. Atuando como ponte entre o mercado...
Símbolo da Binance em meio aos prédios sede endereço

Binance lançará o maior programa já anunciado na criptosfera

Para expandir os recursos do ecossistema Binance Smart Chain e implementá-lo em todo o setor de tecnologia financeira no futuro, a corretora de criptomoedas...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias