Corretora lança dossiê com tudo que você precisa saber sobre o halving do Bitcoin

A Rípio apontou para o fato que, desde o começo do ano, todo o mercado tradicional está performando bem pior do que o Bitcoin.

Siga no

Estamos cada vez mais próximos do halving do Bitcoin e esse está sendo um momento de muitas dúvidas para os investidores do criptomercado.

Esse é um evento muito importante, sem dúvidas, mas nem todos entendem como ele funciona ou qual a sua importância para o ativo. Com isso em mente, a corretora Rípio desenvolveu o Dossiê Halving, explorando as particularidades deste evento.

A Rípio é uma das principais corretoras de criptomoedas no Brasil e lançou no começo dessa semana um documento completo sobre o evento, explicando desde o nível mais básico sobre a rede até quais são as implicações do halving  no mercado de Bitcoin.

Esse é um documento bastante importante porque a melhor “arma” para os investidores de qualquer tipo de ativo é o conhecimento.

Com o halving tão próximo, muitos estão começando a entrar no mercado e podem ter um certo déficit de informações em relação aos fundamentais da rede.

O documento, que pode ser baixado através deste link! oferece para os leitores uma explicação simples e concisa do que é o Bitcoin e como funciona a sua mineração e criação de blocos.

No entanto, a parte principal fica sobre a explicação de como acontece o halving e como ele vai afetar a rede do Bitcoin.

Explicando o halving de forma direta

Halving do Bitcoin
Imagem: Marco Verch, Flickr

De forma bem simples, o halving é a diminuição da recompensa por blocos de Bitcoin minerados. O mecanismo é parte da ideia deflacionária do Bitcoin e acontece uma vez a cada quatro anos, tudo feito de forma bem pensada por Satoshi Nakamoto.

“Considerado o evento econômico mais importante do Bitcoin, o halving é responsável pela redução da inflação da moeda digital. Isso impacta diretamente na escassez do ativo e, consequentemente, em seu preço, seguindo a lógica do livre mercado pautada na oferta e demanda.” Explica a corretora.

O documento também afirma sobre as preocupações que as pessoas possuem sobre os efeitos negativos do Halving.

Enquanto o dossiê fala da possibilidade de mineradores desligarem as suas máquinas por causa da diminuição das novas moedas, ele também explica um ponto fundamental na rede: a correção de dificuldade de mineração.

“Caso os mineradores desliguem parte de suas máquinas, apesar da segurança da rede enfraquecer, já que possuem menos máquinas no processo de mineração, após outros 2016 novos blocos minerados, a rede automaticamente fará um ajuste na dificuldade de mineração, podendo então com o tempo voltar ao equilíbrio.”

Mercado tradicional vs o Bitcoin

Bitcoin e Dólar
Bitcoin e Dólar

Outro ponto interessante do dossiê é a comparação do Bitcoin e o mercado financeiro em um período determinado, utilizando os dados anuais (Year to Date).

A Rípio apontou para o fato que, desde o começo do ano, todo o mercado tradicional está performando bem pior do que o Bitcoin.

Ativos como o petróleo estão em um dos seus piores momentos históricos.

“Petróleo WTI, operado no mercado futuro americano, amarga mais de 57% de perdas, tendo alcançado na metade de abril um valor superior a 100% de prejuízo, um marco inédito na história da economia mundial.”

O dossiê também traça paralelos entre o atual momento do Bitcoin, com a aproximação do halving e o recente rally em comparação com a crise da Covid-19.

Para essa comparação, eles replicaram a opinião de Ricardo Da Ros, Country Manager da Rípio no Brasil. Enquanto ele acredita que é difícil determinar como o preço do Bitcoin vai se comportar no futuro, essa crise apresenta uma oportunidade para o ativo digital.

“Nesse cenário, o aumento da presença do Bitcoin no portfólio dos investidores como forma de hedge pode acabar por neutralizar o efeito dessa diminuição na poupança. Sendo assim, acredito que a crise será positiva para o Bitcoin em termos de crescimento e reconhecimento pelo mercado tradicional.”

Se você está interessado em aprender mais sobre o Halving, esse é um excelente material de leitura e que com certeza pode fazer toda a diferença na hora de investir o seu capital.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

CVM dos EUA é acusada de dar vantagens à China no mercado cripto

O Diretor de Inteligência Nacional (DNI) dos Estados Unidos, John Ratcliffe, enviou uma carta ao presidente da Comissão de Valores Mobiliários americana (SEC) expressando...
Bandeira do Canadá

Bitcoin bate recorde de preço no Canadá

O preço do Bitcoin no Canadá bateu recorde de preço. A moeda digital foi negociada a C$ 25.300 pela primeira vez na história do...

Primeiros resultados no Google por Bitcoin podem ser golpes

Enquanto o Bitcoin segue uma tendência de alta por mais de 3 meses e caminha para superar o seu valor mais alto, o interesse...

Últimas notícias

Bitcoin bate recorde de preço no Canadá

O preço do Bitcoin no Canadá bateu recorde de preço. A moeda digital foi negociada a C$ 25.300 pela primeira vez na história do...

Primeiros resultados no Google por Bitcoin podem ser golpes

Enquanto o Bitcoin segue uma tendência de alta por mais de 3 meses e caminha para superar o seu valor mais alto, o interesse...

Ripple (XRP) vai ter smart contract? Não caia nessa!

Um dos mais antigos criptoativos, Ripple (XRP), apresentou uma alta meteórica de 140% nos últimos 7 dias. A principal explicação é a distribuição (airdrop)...