E se o Bitcoin cair abaixo de U$ 3.000? Mercado de olho

Uma outra perspectiva!

Siga no

Com a iminente proximidade de bater o próximo recorde de maior período em baixa de preços, uma nova previsão paira sobre os valores de mercado da moeda digital Bitcoin.

O Bitcoin andou variando entre de U$ 3.400 a U$ 3.600 desde o dia 20 de janeiro, em um mercado considerado lateralizado por especialistas desde o último dia 17.

Há outra preocupação com relação aos preços da moeda se acaso ela venha a cair abaixo de U$ 3.000 por unidade, que tem colocado entusiastas no debate pelo mundo.

Para Vinny Lingham, que é sócio do fundo de investimento Multicoin Capital e CEO da Civic, se o Bitcoin romper o suporte de U$ 3.000 por unidade, o período deixará de ser apenas um “inverno criptográfico”, mas será um “inverno nuclear”.

A marca que foi enfatizada pelo empreendedor cripto em seu Twitter é importante no sentido em que se mostrou uma área de compra muito forte e mesmo com a queda acentuada do final de 2018, os preços não foram abaixo desse patamar.

Isso foi confirmado por uma avaliação de Su Zhu ainda em dezembro, em que mostra que quando o Bitcoin se aproxima da faixa de U$ 3.000 por unidade e são erguidas grandes paredes de compras nos livros de ordens das corretoras.

Para as casas de câmbio de criptomoedas mundiais (exchanges), a força da queda não está sendo fácil e para a Liqui.io chegou o ponto final, visto que anunciou seu fechamento no dia 28 de janeiro devido à baixa dos preços.

De acordo com anúncio oficial da empresa, “para o nosso pesar, após esta etapa Liqui não é mais capaz de fornecer liquidez para os usuários restantes. Nós também não vemos nenhum ponto econômico em fornecer-lhe nossos serviços. No entanto, não queremos voltar para onde estávamos há um mês. Por isso, decidimos fechar todas as contas e deixar de fornecer nossos serviços. Isso quebrou nossos corações para tomar essa decisão”.

No atual período de baixa de preços, vários investidores têm preferido levar os seus investimentos para o ouro ao invés do Bitcoin. Isso considerando aqueles que buscam reservas de valor, algo que não seria o propósito de criação do BTC, que foi criado para ser uma moeda digital e mundial.

No momento da escrita deste, o Bitcoin está cotado a cerca de U$ 3.400 por unidade. No Brasil os preços têm oscilado entre R$ 13.600 e R$ 12.700 desde o dia 20 de janeiro até o momento da escrita deste.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Deputado Estadual Gustavo Gouveia, em Pernambuco regular criptomoedas

Mais um estado brasileiro quer regular as criptomoedas com Projeto de Lei

Após um PL ser apresentado na Paraíba, mais um estado brasileiro quer regular as empresas de criptomoedas para prestar informações. Nos últimos dias, a Assembleia...
Jack Dorsey, CEO do Twitter e fã do Bitcoin

Empresa de CEO do Twitter quer minerar Bitcoin

A Square, empresa de Jack Dorsey listada na NYSE, quer minerar Bitcoin como estratégia de negócio. A informação foi compartilhada por Dorsey em seu Twitter,...
Pedro-Bial-Hashdex

Pedro Bial testemunha o poder transformador das criptomoedas em campanha da Hashdex

A Hashdex surgiu para democratizar os investimentos em criptomoedas, oferecendo produtos seguros e regulados para todos os investidores. Atuando como ponte entre o mercado...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias