Economista que causou crise de 2008 está por trás da regulação das criptomoedas nos EUA

Deixando mais do que claro que o responsável pela crise financeira mundial de 2008 está com um papel muito importante na atual criação de regulamentações das criptomoedas.

Gary Gorton, que é um dos economistas responsáveis pela crise mundial de 2008, agora está por trás das atuais regulamentações que estão sendo criadas nos EUA em relação as criptomoedas.

Hoje seus estudos estão sendo amplamente replicados por órgãos estatais de diversos países que estão correndo contra o tempo para criar um conjunto de leis específico para criptomoedas.

Ser o responsável pela maior crise econômica dos últimos tempos não parece ser o suficiente para Gary. Agora ele também quer que a população não possa fugir da próxima.

O crash de 2008

Gorton, além de professor também era responsável pelos modelos usados pela AIG, maior empresa seguradora dos EUA, para definir quais CDS (credit default swaps, em inglês) eram seguros.

O problema é que os riscos não foram considerados nestes modelos e custaram dezenas de bilhões de dólares à seguradora que mais tarde foi salva pelo governo americano por um total de 185 bilhões de dólares, cerca de 1 trilhão de reais na cotação atual.

Note que nenhuma transação era aprovada pelos diretores da AIG se não fossem baseadas em um modelo criado por Gorton e sua equipe. Outro ponto importante desta história é que os modelos não contabilizavam possíveis baixas ou pagamentos de garantias a clientes.

Gorton foi então, obviamente, afastado da AIG e também recebeu muitas ameaças de morte, pois seus modelos financeiros prejudicaram a vida de muitas pessoas, em todo o mundo.

O que não é tão óbvio nesta história é que Gorton passou a dar aulas sobre crises após uma década do ocorrido e, recentemente, começou a ser usado como referência na regulamentação de criptomoedas.

“Apertem os cintos, pessoal: as pessoas que destruíram a economia em 2008 estão aqui para salvá-los das criptomoedas!”

A influência de Gary Gorton na regulamentação das criptomoedas

Em julho deste ano, Gary Bernard Gorton publicou um estudo intitulado “Taming Wildcat Stablecoins”, que pode ser traduzido para “Domesticando Stablecoins Selvagens” no qual ele analisa não apenas stablecoins como também criptomoedas, em geral.

Neste artigo, o economista responsável pela crise de 2008 mostra opções para o campo regulatório das stablecoins. Dentre suas projeções, Gary mostra que os três melhores caminhos, na sua visão, são 1) emitir stablecoins baseado no modelo bancário, 2) exigir que as stablecoins tenham lastro em 1:1 por tesourarias ou reservas do banco central, ou 3) substituir as stablecoins por moedas digitais de bancos centrais (CBDCs).

Além disso, o autor faz uma análise sobre cada stablecoin, avaliando pontos sobre como resgatar uma stablecoins (trocar por fiat), os custos dessa conversão e outros. Além de comprar empresas que emitem stablecoins com bancos. O documento completo está disponível para leitura no Social Science Research Network.

Este documento por si só não é nenhum alarde, qualquer pessoa pode estudar sobre criptomoedas. O grande problema é que os estudos de um economista que causou a crise de 2008 está sendo usado por autoridades no mundo inteiro.

Após a publicação do artigo em julho, vários órgãos de diferentes países vem parafraseando o artigo de forma excessiva, como um discurso combinado entre eles. Isso pode ser notado em falas da Presidente do Banco Central Europeu, do Presidente da CVM dos EUA, bem como do diretor da Controladoria de Moedas dos EUA e outros.

Deixando mais do que claro que o responsável pela crise financeira mundial de 2008 está com um papel muito importante na atual criação de regulamentações das criptomoedas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias