Elon Musk pode ser investigado pela SEC após compra de bitcoins

A Tesla comprou aproximadamente US$ 1,5 bilhão em bitcoin. Após ter anunciado a compra, o preço do ativo valorizou mais uma vez.

Siga no
Elon Musk Presents SpaceX Plans To Colonise Mars

O criptomercado recentemente ganhou um aliado poderoso: Elon Musk. O segundo homem mais rico do mundo andou fazendo vários tuítes sobre criptomoedas, principalmente a Dogecoin. Além disso, a Tesla anunciou a compra de bitcoins para a sua reserva, fazendo com que o preço do ativo digital tivesse a sua mais recente guinada. Mas isso pode fazer com que o Musk seja um dos próximos alvos da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, a SEC.

De acordo com o Telegraph, especialistas acreditam que a SEC provavelmente vai investigar se a Tesla já possuía bitcoins antes da intervenção de Elon Musk nas redes sociais, o que elevou o preço dos ativos e pode chegar próximo de ser considerado uma manipulação do mercado.

Após uma série de menções ao Bitcoin nas redes sociais de Elon Musk, o preço do ativo teve um novo rally.

Ainda não se sabe se a Tesla tinha comprado os bitcoins antes dos tuítes de Musk, apesar de um suposto funcionário da empresa ter afirmado há cerca de um mês que a companhia estava comprando os ativos digitais. A SEC já reprimiu Musk anteriormente por ter tuitado sobre as ações da Tesla, inflando o preço dos títulos.

A opinião de que a Tesla e Musk serão questionados pela SEC também é compartilhada por Vitor Constâncio, ex-presidente do Banco Central Europeu. Em uma thread no Twitter ele falou sobre as ações de Elon Musk e sobre como a SEC teria interesse nesse tipo de ação.

“Não foi revelado quando a Tesla fez esses investimentos. Em dezembro Musk disse que a Tesla poderia comprar Bitcoin e isso foi seguido por várias declarações de suporte à moeda digital. O Bitcoin valorizou nesse período e o investimento da Tesla também.”

De acordo com os especialistas ouvidos pelo Telegraph, é justamente isso que a SEC terá interesse de descobrir: Quando a Tesla comprou Bitcoin? Afinal, dependendo do período, Musk poderia ter usado a sua influência nas redes sociais para valorizar o investimento da sua companhia e, de certa forma, as próprias ações da Tesla.

Enquanto não é algo literalmente ilegal, é um tipo de atividade que não é vista com bons olhos pelos reguladores.

A Tesla comprou aproximadamente US$ 1,5 bilhão em bitcoin. Após ter anunciado a compra, o preço do ativo valorizou mais uma vez (como era de se esperar) e em apenas um dia a Tesla lucrou US$ 150 milhões. 

O Telegraph chegou a entrar em contato com a Tesla, que não quis se pronunciar sobre a possibilidade de uma investigação da SEC.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Gráfico de preço da Cardano em alta

Cardano líder em número de desenvolvedores? Não caia nessa!

Um estudo de atividades no GitHub, principal repositório do código-fonte das criptomoedas, mostrou a Cardano na liderança nos últimos 12 meses. Os dados foram...

DeFi: três setores de grande potencial

De acordo com dados da Messari, o volume trimestral das Corretoras Descentralizadas (DEXs) no final do segundo trimestre de 2021 foi de R$ 2...
Criptomoeda Tether com sinais vermelhos

Michael Burry faz alerta sobre criptomoeda Tether

O lendário trader Michael Burry compartilhou em seu Twitter que a criptomoeda Tether pode estar no meio da confusão da Evergrande na China. Vale notar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias