Empresa brasileira que promete lucro de até 220% ao ano pode ser pirâmide, diz site

De acordo com o portal, os rendimentos exorbitantes de até 18% ao mês em cima de aportes financeiros, além da falta de informações sobre os serviços ofertados, levantam suspeitas.

Intensive Live promete lucro de até 220% ao ano. Imagem: Reprodução/Facebook

A Intensive Live, empresa com sede em São Paulo que afirma atuar com  marketing multinível e locação de carros, tem indícios de ser um esquema Ponzi.

A suspeita foi publicada nesta quinta-feira (16) pelo BehindMLM, site norte-americano que denuncia supostos esquemas de pirâmide financeira espalhados pelo mundo.

De acordo com o portal, os rendimentos exorbitantes de até 18% ao mês em cima de aportes financeiros, além da falta de informações sobre os serviços ofertados, levantam suspeitas.

O fato de a empresa não ter registro na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), ainda conforme o site norte-americano, também é um indício de possível fraude. O Livecoins consultou o site da CVM, mas não encontrou os nomes da empresa e de seus sócios.

Além disso, a reportagem também ligou para o telefone da Intensive Live, disponibilizado no Facebook. O número, no entanto, é inexistente. Caso a empresa queira entrar em contato e comentar a denúncia, esta matéria será atualizada.

CEO da empresa brasileira que promete lucro surreal diz ser coach e palestrante

A Intensive Live afirma que foi fundada em 2017. Em seu site, informa ter sedes em São Paulo, no Brasil, em Orlando, nos Estados Unidos, e em Santa Cruz da Serra, na Bolívia.

O negócio, segundo seu site e suas redes sociais, atua com locação de veículos e marketing multinível. Contudo, não são divulgadas informações sobre quantos automóveis a empresa tem, onde eles estão e como funciona o serviço exatamente.

O CEO do negócio é o brasileiro Max Bispo (ele também usa o nome de Maxi Bispo). No Instagram e no Facebok, ele diz ser empresário, líder de marketing multinível, palestrante e coach de PNL (Programação Neurolinguística).

Além da Intensive Live, ele diz tocar outra empresa da área de tecnologia, chamada IDW Company.

Max Biscpo, CEO da empresa brasileira que oferece 220% ao ano em cima de aportes financeiros.
Max Bispo, CEO da Intensive Live. Reprodução/Facebook

Empresa brasileira promete lucro de 18% ao mês; pacote básico custa R$ 1,6 mil

Em um plano de negócios divulgado no YouTube, Bispo promete rendimentos de até 18% ao mês – 220% ao ano – a quem topar fazer parte da empresa.

Os pacotes vão de US$ 300 (R$ 1,6 mil) a US$ 3 mil (R$ 16 mil). Confira abaixo as supostas opções de investimentos oferecidas pela empresa:

  • Mestre – invista US$ 300 e receba US$ 60 por mês por 12 meses (US$ 720)
  • Conservador – invista US$ 600 e receba US$ 120 por mês por 12 meses (US$ 1.440)
  • Moderado – invista US$ 1.800 e receba US$ 360 por mês por 12 meses (US $ 4.320)
  • Agressivo – invista US$ 3.000 e receba US$ 800 por mês por 12 meses (US $ 9.600)

Comissão, recrutamento e bônus

Como é de praxe em negócios de marketing multinível e em casos de supostos esquemas de pirâmide financeira, a empresa também trabalha com estrutura binária. Há comissões e bônus por indicações.

De acordo com a denúncia do BehindMLM, a pessoa que recruta um filiado Master, por exemplo, recebe US$ 30 (R$ 160). Já se o membro do esquema convence alguém a comprar um pacote Agressivo, pode colocar mais US$ 300 (R$ 1,6 mil) no bolso.

Empresa também oferece prêmios

A Intensive Live também oferece prêmios às pessoas. Mas, para ter direito a algo, é preciso atrair novos membros para investir dinheiro no negócio. Quanto mais gente, melhor o presente.

Conforme o plano de negócios disponibilizado no YouTube, entre as premiações há cruzeiros, viagens para Europa e até uma BMW Z4.

Um dos supostos prêmios oferecidos pela empresa brasileira que promete pagar 220% ao ano é um cruzeiro.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).

Últimas notícias