ETF cripto da Hashdex levanta R$ 1 bilhão em uma semana e se torna o 3º maior da B3

De acordo com a carta mensal referente ao mês de abril, o NCI fechou esse mês em alta de 5,9%, influenciado, principalmente pelo Ethereum, que subiu 46,5% no período.

Siga no
Hashdex / Nasdaq. Imagem: Divulgação.
Hashdex / Nasdaq. Imagem: Divulgação.

O Hash11, primeiro fundo de índice (Exchange-Traded Fund – ETF) com lastro em criptomoedas como Bitcoin e Ethereum negociado na B3 ultrapassou na última segunda-feira (03) a marca de R$ 1 bilhão em captação na bolsa brasileira. Com isso ela se tornou o terceiro maior ETF listado na B3, com 61,5 mil cotistas.

Com apenas uma semana sendo negociada na B3, o fundo em criptomoedas Hashdex Nasdaq Crypto Fundo de Índice, que possui a sigla Hash11, conseguiu levantar R$ 1.040.790.824,81 em patrimônio, conforme comunicado da Hashdex divulgado à imprensa. 

A empresa, que hoje é responsável por mais de R$ 3 bilhões de patrimônio, mencionou que esse número é 69% superior aos R$ 615.250.700 captados na oferta inicial liderada pela Genial com BTG, Itaú e Banco do Brasil.  

Essa captação bilionária influenciou no preço das cotas dessa ETF. Quando estreou na B3, no dia 26 de abril, cada cota estava sendo negociada a R$ 47,20. Após o último pregão efetuado na última segunda-feira, porém, houve uma valorização de 18,1%. As mesmas cotas passaram, então, a ser negociadas pelo valor de R$ 55,79 cada unidade.

Na visão do CEO da Hashdex, Marcelo Sampaio, esses números indicam o interesse de investidores brasileiros pelo mercado de criptomoedas por meio da bolsa de valores:

“Os números desta primeira semana são um indicativo de que os investidores brasileiros buscavam ter mais essa forma de acessar os criptoativos. Em pouco tempo, o HASH11 apresentou para o mercado uma solução segura e simplificada que deve crescer ainda mais nos próximos meses”.

Criptomoedas na Nasdaq

O valor desse fundo no Brasil guarda relação com o Nasdaq Crypto Index (NCI), o qual possui valor de mercado de US$ 2,33 trilhões. O Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF, lançado em 09 de fevereiro deste ano, replica o NCI, índice desenvolvido em conjunto pela Nasdaq e pela Hashdex.

Negociado na Bermuda Stock Exchange (BSX), o NCI é composto pelas criptomoedas Bitcoin, Ethereum, Stellar, Litecoin, Bitcoin Cash e Chainlink. Com isso, a alta da cotas não está apenas atrelada ao número de novos investidores captados no Brasil.

De acordo com a carta mensal referente ao mês de abril, o NCI fechou esse mês em alta de 5,9%, influenciado, principalmente pelo Ethereum, que subiu 46,5% no período.

No mesmo documento, a empresa menciona que apesar da queda do Bitcoin em 4,2%, houve ainda uma alta de outras criptomoedas além do próprio Ethereum.

“Todas as chamadas Altcoins do índice subiram mais do que 30% em abril, com destaque para o Bitcoin Cash, que rendeu mais de 85%. Abril foi um bom exemplo de como a diversificação entre os criptoativos pode ser benéfica para o investidor”.

Segundo a empresa, assim como ocorre com a NCI, a cesta de ativos da ETF deverá passar por um rebalanceamento trimestral.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Robert Kiyosaki Imagem: Instagram

“Compre Bitcoin e Ethereum antes do maior crash da história”, alerta autor de “Pai...

Robert Kiyosaki, o autor do livro de finanças pessoais "Pai rico, Pai Pobre", insiste que as pessoas se protejam da maior crise do mundo,...
Elon Musk alerta sobre criptomoedas. Imagem: TMZ

Elon Musk pede agilidade para que Dogecoin faça melhorias

Após passar um tempo afastado das criptomoedas, esta semana Elon Musk voltou a se mostrar mais ativo no Twitter. Após a AMC divulgar estar...
Itajaí Moeda digital de recompensa

Itajaí vai dar moeda digital para quem contribuir com meio ambiente

O município de Itajaí, no estado de Santa Catarina, vai dar uma moeda digital para a população que contribuir com o meio ambiente. A novidade...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias