Ethereum chega a US$ 1.500 em “Rally da Migração”

Pilha de moedas físicas de Ethereum.

Após chegar aos 880 dólares há exato um mês, o Ethereum volta a apresentar esperança a seus investidores com o chamado Rally da Migração, que fez a moeda subir mais de 70% nos últimos 30 dias.

Tal expressão está ligada a migração para Proof-of-Stake (PoS), também conhecido como “The Merge”, em inglês, ganhando força após bons resultados em testes e com novos rumores sobre a data oficial do evento.

ETH/USD em alta de 30% nos últimos 30 dias. Fonte: CoinGecko.

Sendo a segunda maior criptomoeda do mercado, sua alta de 30% na última semana também ajudou a capitalização deste mercado, em sua totalidade, a retomar a 1 trilhão de dólares (R$ 5,37 tri).

Data da migração do Ethereum para Proof-of-Stake é revelada

Na última quarta-feira (14), Evan Van Ness, fundador da WeekInEthNews, revelava uma importante data para o Ethereum, o dia exato de migração para Proof-of-Stake. Desde então, o ETH disparou 40%, podendo este ser o gatilho deste movimento ascendente.

“Migração prevista para entre o meio e fim de setembro”

Na imagem, é possível visualizar a data exata, 19 de setembro, ou exatos dois meses a partir de hoje. Mesmo sendo apenas um rumor, o sucesso nos testes são um bom indicador de que Vitalik Buterin e sua equipe não tenham motivos para atrasar a atualização novamente.

Por que esta atualização do Ethereum está atraindo investidores?

Um dos principais pontos desta migração é melhorar o maior ponto fraco do Ethereum, que acabaram dando espaço aos concorrentes, as altas taxas das transações.

Como exemplo, usuários precisavam pagar mais de 10 dólares por transação em boa parte de 2021, atingindo um pico de 71 dólares quando o ETH ultrapassou os 4 mil dólares em maio. Embora hoje estejam mais baratas, US$ 0,67 (R$ 3,60), ainda são caras quando comparado a outras moedas focadas em contratos inteligentes.

Taxas do Ethereum nos últimos 3 anos. Fonte: YCharts.

Portanto, com taxas mais baixas, é esperado que sua rede atraia mais usuários e projetos, podendo assumir uma dominância ainda maior em um setor tão disputado após a migração.

Além disso, as recompensas em novos blocos não irão mais para mineradores que usam placas de vídeo. Ou seja, ficarão disponíveis para quem realizar staking de seus ethers (ETH). Em outras palavras, será como ganhar dividendos, ou pelo menos não ser tão afetado pela inflação do ETH.

Por fim, a alta do Ethereum ajudou a capitalização das criptomoedas a voltar acima da marca de 1 trilhão de dólares. Portanto, tal evento pode estar ajudando o mercado a encerrar seu ciclo de baixa, inclusive do Bitcoin.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias