Ethereum está se tornando uma prisão, diz criador da Cardano

Nos primeiros dias de Proof-of-Stake, alguns dados chamaram a atenção da comunidade. Segundo a empresa Santiment, apenas dois nodes eram responsáveis por quase metade dos novos blocos gerados no Ethereum.

Embora a atualização do Ethereum tenha sido bem recebida por grande parte da comunidade, alguns detalhes ainda estão incomodando outras tantas. Para Charles Hoskinson, fundador da Cardano, o Ethereum está se tornando o “Hotel Califórnia das criptomoedas”.

Sua declaração cita a música da banda Eagles, cujo a letra conta que os hóspedes podem até registrar a saída de tal Hotel, mas nunca poderão partir.

Mas o que isso tem a ver com o Ethereum? O ponto de Hoskinson é que os investidores que fizeram stake de seus ethers (ETH) não podem sacar tais moedas, mesmo com o sucesso da implementação The Merge.

Tal detalhe já havia sido comentado pelos desenvolvedores do Ethereum, afirmando que isso seria uma medida de segurança. Entretanto, o que chama atenção é que não há data para estes fundos serem liberados.

“Ethereum está se tornando o Hotel California das criptomoedas”

“E para constar, as retiradas de Ethereum não estão programadas para [a atualização] Shanghai; não há data prevista”, apota o tuíte citado por Charles Hoskinson da Cardano. “O desenvolvedor-chave não está feliz que as exchanges e outras continuem afirmando o oposto.”

Na imagem, Micah Zoltu comenta que não vê urgência na liberação de tais saques, sugerindo que os mesmos podem ser adiados até 2024. Como desculpa, afirma haver outros pontos mais críticos no desenvolvimento do Ethereum.

Centralização do Ethereum chama atenção

Nos primeiros dias de Proof-of-Stake, alguns dados chamaram a atenção da comunidade. Segundo a empresa Santiment, apenas dois nodes eram responsáveis por quase metade dos novos blocos gerados no Ethereum.

“De acordo com nosso painel, 46,15% dos nodes para armazenamento de dados, processamento de transações e adição de novos blocos podem ser atribuídos a apenas dois endereços”, comenta a Santiment. “Esse forte domínio desses endereços é algo a ser observado.”

O primeiro endereço pertence à Lido, já o segundo à corretora Coinbase. Ainda não está claro se estes números irão melhorar com a entrada de novos players ou então se tornarem ainda mais centralizados.

Nem tudo são notícias ruins para holders de Ethereum

Apesar dos problemas acima, o The Merge já apresenta pelo menos um ponto positivo para os detentores de Ethereum. Afinal, o chamado “triplo halving” já está tendo efeitos na inflação da segunda maior criptomoeda do mercado.

Enquanto o Proof-of-Stake gerou 1.246 novos ETH desde sua implementação, tal número seria de 29.112 ETH no mesmo período com o Proof-of-Work. Nas primeiras horas do The Merge, tal emissão chegou a ficar negativa devido à queima de taxas.

Inflação do Ethereum melhorou após chegada do The Merge. Fonte: Ultrasound.money

Portanto, alguns investidores como Arthur Hayes comemoraram tal redução, mas ainda estão preocupados com o preço do ETH, hoje na casa dos US$ 1.440.

Por fim, o The Merge foi apenas o início de uma série de grandes atualizações do Ethereum. Possivelmente no próximo anos veremos a chegada do Sharding, implementação que promete escalar a rede para 100.000 transações por segundo.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias