Forbes libera lista das 50 maiores Fintechs 2019, confira

Criptomoedas estão no meio!

-

Siga no
Anúncio

Apesar de o mercado de exchanges ver a maior baixa de todos os tempos em seus books de ofertas, as empresas se concentram em entregar melhorias e a Forbes está de olho nas fintechs do mundo em operação.

Para isso, foi lançada no último dia 04 de fevereiro uma lista com as 50 maiores fintechs que estão inovando no mundo todo, sendo cinco empresas ligadas a criptomoedas.

O que chama atenção é que das cinco empresas, quatro possuem sede nos Estados Unidos e uma na Holanda. Três delas são exchanges, uma criptomoeda e outra é uma empresa de mineração de Bitcoin.

Anúncio

Fonte: https://www.forbes.com/fintech/2019/#19b178042b4c

A primeira do ranking (ordem alfabética) é a holandesa Bitfury, que possui uma gama de serviços ligados à criptomoedas, com destaque para equipamentos de mineração. É esperado que seja aberto inclusive uma fazenda de mineração no Paraguai pela empresa, com apoio do governo.

Já a Circle é a empresa que comprou a exchange Poloniex em 2018, uma das maiores operações de criptomoedas e fez com que a empresa também figurasse na lista.

Não era de se duvidar que a Coinbase teria um lugar de destaque em um levantamento do tipo, visto que como exchange é uma das mais respeitadas e inovadoras do mercado.

Gemini é o nome da empresa dos Irmãos Winklevoss, que possui serviços de exchange de criptomoedas e é licenciada na cidade de Nova Iorque, com aprovação para fazer negócio em 49 estados e uma das empresas a lutar contra a SEC para aprovação de um ETF de Bitcoin.

No setor das criptomoedas quem levou o reconhecimento foi a Ripple, a criptomoeda que é a segunda maior do mercado todo e que desafia o sistema bancário tradicional com sua tecnologia.

De forma indireta uma sexta fintech que utiliza blockchain pode ser listada apresentada que é a Axoni, pois a empresa utiliza smart contracts para levar mais transparência a seus negócios.

Além disso, foi estimado pelo levantamento que cerca de U$ 55 bilhões foram investidos em fintechs no ano de 2018, o que mostra que a revolução financeira está acontecendo em vários âmbitos além das criptomoedas.

lista da Forbes analisa Fintechs que possuem impacto nos EUA, mesmo que não sejam baseadas em seu território, justificando a presença de 80% das empresas cripto serem do país. A Forbes é uma revista norte-americana referência em estudos de economia.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

EUA prende membro de um dos maiores grupos de hackers do mundo

Nathan Wyatt, membro de um grupo de cibercriminosos que extorquiam Bitcoin, se declarou culpado e foi sentenciado pelo Departamento de Justiça dos EUA por...
Compra de Bitcoin

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer...

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...

Últimas notícias

Governo da Noruega compra Bitcoin

Uma empresa que fez a compra de R$ 1,3 bi em Bitcoin como reserva de valor em agosto continua a repercutir na comunidade cripto....

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer hora”

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...