Funcionário de corretora cripto confessa ter roubado dinheiro dos clientes

De acordo com a investigação, o ex-funcionário convenceu os gerentes da Cryptopia a dar a ele acesso a chaves privadas de diferentes carteiras, afirmando que era por "motivos de segurança." 

Siga no
Filme sobre Bitcoin na Prime Video Cryptopia Bitcoin, Blockchains
Cryptopia: Bitcoin, Blockchains, and the Future of the Internet/YouTube

O caso da corretora de criptomoedas Cryptopia foi um dos mais marcantes do setor. Desde 2019 as investigações continuam e ainda há um certo mistério sobre o que realmente aconteceu com milhões em criptomoedas. Em uma recente atualização do caso, um ex-funcionário da empresa confessou ter usado sua posição para roubar US$ 176 mil (cerca de R$ 864 mil) em criptomoedas dos clientes.

De acordo com o site de notícias locais, Stuff, o funcionário que não foi identificado pela corte e teve o seu nome protegido, admitiu diante do juiz sua participação no roubo dos ativos digitais.

Na época do fechamento a corretora tinha mais de 80 funcionários e uma base de clientes de cerca de 1.4 milhão em todo o mundo. Apesar de a corretora já estar com um volume muito mais baixo do que o normal, o estrago foi grande para os clientes.

O ex-funcionário se declarou culpado por roubo usando sua posição na empresa e a corte determinou que o acusado poderá aguardar a sentença em regime aberto. A audiência de sentença acontecerá no dia 20 de outubro desse ano.

Funcionário convenceu gerentes a ter mais acesso na corretora

De acordo com a investigação, o ex-funcionário convenceu os gerentes da Cryptopia a dar a ele acesso a chaves privadas de diferentes carteiras, afirmando que era por “motivos de segurança.” 

Apesar de parecer uma ideia estúpida para qualquer outra pessoa, os gerentes concordaram em dar acesso das chaves para o funcionário em questão.

Com isso, o funcionário realizou cópias não autorizadas dessas chaves, usando a informação para movimentar ativos digitais de alguns dos clientes para sua carteira pessoal. No entanto, vale ressaltar que esse caso não tem nenhuma ligação com os casos de hacks que levaram a empresa ao fim.

A condenação do ex-funcionário não tem nenhum impacto na investigação da recuperação da companhia. Isso é um ponto importante, afinal, tal como aconteceu com empresas aqui no Brasil, o hack da Cryptopia tem um certo ar de conspiração, com muitos afirmando que os valores foram roubados pelos próprios criadores e a história do hack foi uma forma de encobrir um golpe.

No fim, a grande lição que podemos ter nesses casos é que você não deve confiar em nenhuma corretora dessa maneira… cuidar do seu investimento é importante, e as suas chaves privadas nunca devem ser compartilhadas com ninguém ou nenhuma plataforma.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Ethereum vai ultrapassar o Bitcoin, diz CEO da Pantera Capital

O Ethereum está prestes a passar por uma de suas mais importantes atualizações, o hard fork London, em preparação para o Ethereum 2.0. Essa...

TradingView: Mercado cripto ainda tímido, analistas otimistas

Após forte alta, mercado sofre breve retração, que não foi o suficiente para tirar as esperanças dos analistas. Confira os estudos do TradingView. Lorena Almada O...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias