G44 Brasil perde ação na justiça, reclamações não param

Empresa atua desde 2017 oferecendo investimentos em criptomoedas.

Siga no
G44 Brasil fim
G44 Brasil

Desde que a G44 Brasil anunciou o fim da sua atividade, os clientes têm procurado formas de receber seus investimentos. A empresa perdeu nos últimos dias uma ação na justiça, do qual um investidor afirmou ter sido lesado.

As reclamações no Reclame Aqui não param, mesmo com a empresa dedicando a responder às dúvidas dos clientes. Contudo, mesmo com as respostas, a empresa é considerada “Não recomendada” no RA. Já são mais que 480 reclamações de clientes na plataforma.

A reportagem do Livecoins entrou em contato com a G44 Brasil para verificar como estão sendo processados os saques dos clientes. A empresa disse que “90% dos sócios do grupo continuam no quadro societário, aderiram a proposta apresentada e estão sendo pagas de acordo com os termos entabulados. Veja a nota na integra no final da matéria.

G44 Brasil perdeu na justiça um caso contra um cliente nos últimos dias

A G44 Brasil é uma empresa que afirma realizar a mineração de ouro, esmeraldas e operações com criptomoedas. Em novembro de 2019, contudo, passou a ser alvo de uma investigação do Ministério Público, buscando apurar irregularidades da empresa.

Na época em que os problemas com o MP começou, a G44 negou ser uma pirâmide financeira. Os saques dos clientes, entretanto, não estavam sendo processados em tempo hábil, de acordo com o Reclame Aqui. Entre novembro de 2019 e março de 2020, o número de reclamações de saques subiram de 40 para 480 no Reclame Aqui.

Um cliente que não quis esperar o prazo da empresa, ingressou na justiça contra a G44 Brasil. Neste caso, de acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo, a justiça gratuita foi concedida ao investidor. Além disso, o cliente pediu o benefício de tutela de urgência, uma vez que não tem recebido seu investimento de R$ 65 mil.

Os documentos que instruem a petição inicial servem de prova indiciária de que o autor investiu R$ 65.000,00 em criptomoedas, disponibilizando esse valor às rés [G-44 Brasil S.a e G-44 Brasil Scp], mas elas cessaram suas atividades, sem promover o ressarcimento devido, o que confere plausibilidade ao direito invocado, de condenação delas à restituição desse montante.

O juiz que analisou o caso ainda disse que a empresa pode não ter patrimônio suficiente para realizar os ressarcimentos. A G44 terá até 15 dias úteis para contestar a decisão judicial, publicada neste dia 9 de março no TJ-SP.

Está presente, ainda, o perigo na demora, pois consta que as rés teriam lesados inúmeros consumidores, sem demonstração da existência de patrimônio suficiente para os ressarcimentos devidos.

Perfil da G44 nas redes sociais continua ativo e divulgando o negócio

Os clientes, mesmo com problemas em saques como, por exemplo, as reclamações no Reclame Aqui, ainda veem a empresa divulgar seu negócio. A G44 Brasil afirmou em novembro de 2019 que não iria captar mais clientes após os problemas com o MP.

Perfil no Instagram da G44 Brasil continua ativo
Perfil no Instagram da G44 Brasil continua ativo – Reprodução/Instagram

Entretanto, o prazo de 90 dias para processar os saques, que a empresa solicitou, acabou em fevereiro de 2020. De acordo com alguns clientes que reclamam nas redes sociais, foi divulgado um novo prazo para pagamento, via e-mail, que pode ser de até 400 dias, com pagamentos parcelados. A reportagem não teve acesso ao e-mail citado pelos clientes nas redes sociais.

Clientes reclamam que pagamentos da G44 serão parcelados em até 400 dias
Clientes reclamam que pagamentos da G44 serão parcelados em até 400 dias – Reprodução/Twitter

O Livecoins entrou em contato com a G44 Brasil, para verificar se é verdade que o prazo de pagamento foi alterado para mais de um ano. Além disso, perguntamos a empresa quais as soluções que estão sendo tomadas para regularizar os saques. Em nota, a G44 Brasil afirmou que os pagamentos já começaram a ser feitos, com os sócios da empresa ainda no negócio.

A G44 Brasil S.A informa que cerca de 90% dos sócios do grupo continuam no quadro societário, aderiram a proposta apresentada e estão sendo pagas de acordo com os termos entabulados, o restante das pessoas estão sendo pagas conforme acordos bilaterais firmados entre as partes. Os pagamentos já começaram a ser feitos e o Grupo G44 Brasil reafirma seu compromisso com a verdade e salienta que tudo será resolvido com respeito e observação ao interesse dos sócios.

Histórico da G 44 Brasil

Ministério Público investiga G44 Brasil

G44 Brasil anuncia fim das atividades e prazo de 90 dias para pagar clientes

Leia mais sobre:
Autor de Pai Rico, Pai Pobre - Robert Toru Kiyosaki

Governantes estão assustados com o Bitcoin, diz Robert Kiyosaki

Em várias publicações pelo Twitter nos últimos dias, Robert Kiyosaki defendeu o Bitcoin como um ativo seguro. Segundo ele, os novos ataques dirigidos por...

Coluna do TradingView: Criptomoedas começam forte correção, é motivo para se preocupar?

Analistas trazem seu ponto de vista sobre os movimentos corretivos iniciados nessa semana com foco no Bitcoin. Confira as análises do TradingView: Crypto Investidor O Bitcoin deve buscar...
Granja de galinhas

Agora você pode comprar galinha caipira com Dogecoin

Uma granja de galinhas caipiras começou a aceitar criptomoedas como pagamento no Brasil, sendo a Dogecoin uma das opções. De início, a operação até...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Coluna do TradingView: Criptomoedas começam forte correção, é motivo para se preocupar?

Analistas trazem seu ponto de vista sobre os movimentos corretivos iniciados nessa semana com foco no Bitcoin. Confira as análises do TradingView: Crypto Investidor O Bitcoin deve buscar...

Agora você pode comprar galinha caipira com Dogecoin

Uma granja de galinhas caipiras começou a aceitar criptomoedas como pagamento no Brasil, sendo a Dogecoin uma das opções. De início, a operação até...

Square compra R$ 924 milhões em Bitcoin

A empresa Square, mais uma do CEO do Twitter, Jack Dorsey, comprou mais alguns milhões de Bitcoin. O anúncio da última terça-feira (23) mostra...

“Atlas Quantum quer me calar”, desabafa ex-cliente que foi intimado pela empresa

A Atlas Quantum é acusada por ex-investidores de operar um golpe sofisticado com Bitcoin no Brasil. Após reclamações públicas, um dos clientes teria sido...

Possível Twitter de Satoshi Nakamoto é revelado

Um perfil do Twitter tem sido associado a Satoshi Nakamoto, o criador misterioso do Bitcoin. A pista seria mais uma encontrada pela comunidade, que...