Inicio Bitcoin Google vai permitir anúncios relacionados a criptomoedas

Google vai permitir anúncios relacionados a criptomoedas

-

Compartilhe
Google permitir anuncios criptomoedas

A gigante de busca Google reverteu sua política anunciada em março de que todas as empresas relacionadas à criptomoedas estariam proibidas de fazer anúncios no Google Adwords. Em um comunicado oficial, a gigante da internet disse que a partir de outubro irá aceitar anúncios relacionados as criptomoedas de empresas regulamentadas e pré-aprovadas.

No começo do ano o Google anunciou a proibição de anúncios relacionados a criptomoedas e ICOs. Esta decisão fez com que o preço do Bitcoin perdesse mais de 10% em valor de mercado.

A decisão de banir publicidade veio depois que comunicados semelhantes foram feitos pelas gigantes da internet Facebook e Twitter. O Facebook flexibilizou algumas das restrições em junho.

google permite anuncios criptomoedas
Google permite anuncios criptomoedas. Imagem: Google

O Google atualizou a política de “Produtos e Serviços Financeiros” para criar um processo de verificação que permite que empresas promovam alguns projetos de criptomoedas.

Os anunciantes que desejam veicular anúncios de produtos e serviços de criptomoedas devem se submeter a uma avaliação. De acordo com o comunicado “Os anunciantes precisarão ser certificados pelo Google para o país específico em que seus anúncios serão veiculados. Os anunciantes poderão solicitar a certificação quando a política for lançada em outubro. Esta política será aplicada globalmente a todas as contas que anunciam esses produtos financeiros.”

A decisão do Google segue um movimento similar do Facebook. A empresa permitiu que determinados anúncios promovessem criptomoedas e conteúdos relacionados por anunciantes pré-aprovados, ao mesmo tempo em que bania aqueles vinculados a opções binárias e ICOs.

Apesar de sua aparente aversão à criptomoedas, o Google tem se envolvido mais ativamente com o desenvolvimento da tecnologia blockchain e é o segundo maior investidor corporativo de blockchain desde 2012, de acordo com um relatório da CB Insights.

As criptomoedas e a tecnologia blockchain alcançaram um alto nível de popularidade. Mas, como a indústria está em sua fase inicial, o desenvolvimento de uma infraestrutura robusta e segura é necessário para permitir que as criptomoedas evoluam para uma importante classe de ativos.

Então, a proibição que aconteceu no inicio do ano não foi vista por todos como uma ação totalmente negativa. Afinal, ajudou novatos no mercado a não cair em golpes. É importante lembrar no entanto que a proibição total da publicidade impediu que empresas reconhecidas e confiáveis no mercado expandissem seus serviços, alcance e base de usuários. 

A nova decisão do Google permitirá que instituições e investidores individuais no mercado ganhem confiança no mercado de criptomoedas.

Fonte: BTCFocus

Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

MAIS LIDOS

FMI: Criptomoedas estão “abalando” o sistema bancário

De acordo com Christine Legarde, diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), as criptomoedas estão "abalando o sistema" afirmando que as moedas digitais "devem ser monitoradas e reguladas para...

Fundador do Wikileaks foi preso na Embaixada do Equador

O mundo acompanha há sete anos a prisão do fundador da Wikileaks, Julian Assange. Este que sempre atuou em prol de um jornalismo livre,...

PewDiePie: um dos maiores Youtubers do mundo troca YouTube por plataforma Blockchain

PewDiePie, o polêmico astro mais bem pago do YouTube (R$ 51,3 milhões entre 2015 e 2016) - que havia sido alvo de uma petição para...
 
Compartilhe
close-link