Gráfico histórico do bitcoin sugere que alta de 2020 está apenas começando

Todos os gráficos não levam em consideração nada além do desempenho do preço e que muitos novos fatores entraram no jogo.

Siga no
Bitcoin Foto: FreePik
Bitcoin Foto: FreePik

Um gráfico histórico que mostra o desempenho do bitcoin desde 2013 sugere um futuro brilhante para a criptomoeda, se a história se repetir (via Cryptopotato). Rendimentos passados não são garantia de lucros futuros, mas é definitivamente interessante olhar para a história, especialmente quando se trata do preço do bitcoin.

CryptoBull, um famoso entusiasta do bitcoin postou uma análise interessante entre o desempenho do preço do bitcoin no final de 2013, quando a moeda digital atingiu um preço recorde de $ 1.160, e comparou com 2017, outro ano que o bitcoin atingiu um valor recorde.

De acordo com o analista, uma semelhança entre os dois anos mostra que o ciclo de alta pode se repetir em 2020, segundo ele, o bitcoin está longe de ter atingido seu pico de preço.

Como pode ser visto no gráfico, depois do pico de preço em 2013, o bitcoin enfrentou uma queda que durou mais de um ano. O preço caiu de forma continua até 2015, quando a moeda finalmente encontrou algum tipo de fundo.

Em setembro de 2015 o mercado reverteu e a moeda começou a valorizar.

A tendência de alta continuou por um longo período, até que em dezembro de 2017 ela atingiu seu maior preço, $ 20.000.

O Bitcoin atingiu um preço de $ 14.000 em junho de 2019, alta semelhante a que aconteceu em 2016 e começou a cair.

Se a perspectiva histórica servir como um indicador para o que pode acontecer, então o gráfico sugere que a atual alta do bitcoin está longe do fim.

Visto que estamos apenas há alguns meses do último halving, evento que diminuiu a produção de bitcoins, os gráficos mostram que a atual corrida de touros pode se estender no ano seguinte e ultrapassar em muito a atual alta de todos os tempos.

Preço bitcoin após halving
Preço bitcoin após halving

É importante notar que todos os gráficos acima não levam em consideração nada além do desempenho do preço e que muitos novos fatores entraram no jogo.

2020 é diferente

Uma coisa que é muito diferente desta vez em comparação com o passado é a conscientização geral dos investidores e o envolvimento de instituições e grandes participantes do mercado.

O consenso atual é que a alta vai continuar e será impulsionada em grande parte por investidores institucionais, e não pelo envolvimento do varejo.

A diferença fundamental entre o chamado “dinheiro inteligente” e as pessoas comuns que compram bitcoin é que as instituições tendem a investir com uma visão clara em relação ao varejo.

Isso poderia, em teoria, estender a alta, mas também é muito importante considerar a hiper-volatilidade do bitcoin, que é historicamente um fator determinante.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Amazon-loja Imagem: ShutterStock

Amazon aceitará Bitcoin, Ethereum e Cardano como pagamento até o fim do ano, diz...

A Amazon vai aceitar pagamentos com bitcoin 'até o final do ano', de acordo uma fonte envolvida com o projeto de moedas digitais da...
Elon Musk alerta sobre criptomoedas. Imagem: TMZ

Elon Musk faz alerta para investidores em Dogecoin

Dogecoin é uma moeda, não um investimento que fará as pessoas ganharem muito dinheiro - foi o que disse Elon Musk, o CEO da...
Bitcoins

45% das famílias mais ricas do mundo querem investir em Bitcoin, diz Goldman Sachs

Uma recente pesquisa realizada por uma das principais instituições financeiras do mundo, a Goldman Sachs, revelou que os family offices de algumas das famílias...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias