Influenciador é obrigado devolver R$ 2 milhões em criptomoedas para seguidor que caiu em golpe

Segundo reportado pelo Australian Financial Review, mais de cem outros investidores caíram no mesmo golpe, totalizando um montante superior há 50 milhões de reais. Além disso, as vítimas relatam que Saunders tinha uma boa reputação no país, atuando no mercado desde 2017.

Alex Saunders
Alex Saunders

O sucesso das criptomoedas fez com que um grande número de influenciadores surgisse, mesmo que eles tenham pouco conhecimento sobre mercado financeiro. Este foi o caso do influenciador australiano Alex Saunders, processado por Ziv Himmelfarb após ter enviado o equivalente a 1,9 milhões de reais em bitcoin e ethereum para Saunders.

O influenciador disse que perdeu todo o dinheiro do seguidor negociando criptomoedas, a corte deu causa ao acusador, conforme Saunders sequer fez questão de apresentar defesa.

Esta é a primeira vez que um influencer é obrigado a pagar a um seguidor, podendo servir de base em casos seguintes, especialmente sobre o mesmo caso já que ele deixou mais de cem pessoas no prejuízo.

Não confie em ninguém

Esta é uma das frases mais conhecidas no mundo das criptomoedas. E teria evitado muitas dores de cabeça à vitima que agora espera ser pago pelo influenciador.

Segundo relato do jornal australiano The Age, Himmelfarb realizou três transações, a primeira de cerca de 270 mil dólares australianos em bitcoin, a segunda de 65 mil, também em bitcoin, e a terceira de 144 mil em ethereum. Resultando num montante equivalente de 1,9 milhões de reais.

O dinheiro em questão seria usado para investir em dois produtos. O primeiro seria um fundo de negociação de criptomoedas e o segundo no dese4nvolvimento de uma moeda ainda não lançada. A conversa e os envios ocorreram entre fevereiro e maio deste ano.

Como o investidor nunca mais viu a cor do seu dinheiro, levou o caso para a justiça, alegando que o influenciador não tinha permissão para angariar fundos para gerenciar investimentos.

A vítima vencedora da ação fala que a corte obrigou Saunders a devolver o dinheiro do investidor, mais os juros e custos jurídicos. A soma ultrapassa o equivalente a 2 milhões de reais na cotação atual.

“[…]Alex tem 21 dias para me pagar, caso ele não pague eu posso solicitar um pedido de falência.”

Segundo reportado pelo Australian Financial Review, mais de cem outros investidores caíram no mesmo golpe, totalizando um montante superior há 50 milhões de reais. Além disso, as vítimas relatam que Saunders tinha uma boa reputação no país, atuando no mercado desde 2017.

Além disso, Saunders também vendeu 100 NFTs por 1 ETH cada em novembro do ano passado, outra ocasião que deixou os investidores no prejuízo. Vale citar que Saunders receberia, além do dinheiro inicial, 50% de cada venda seguinte destes NFTs.

Parou de influenciar

Logo após o caso ter sido aberto, tanto a conta pessoal de Saunders quanto outra gerenciada por ele, focada em notícias sobre o mercado, pararam de ser atualizadas em todas as redes sociais como no Twitter, onde contava com a soma de mais de 150 mil seguidores.

Casos de influenciadores que usam sua fama para obter dinheiro já são bem comuns. No mês passado, o presidente da Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido emitiu um aviso a Kim Kardashian por promover uma criptomoeda suspeita, cujo preço afundou após uma rápida subida.

A diferença neste caso da Austrália é que foi o primeiro do país a processar um influenciador, abrindo caminho para que o mesmo seja feito com outros no futuro. Por ser um mercado novo, muitos se aproveitam da ingenuidade das pessoas.

Por conta disso, faça sempre a sua própria pesquisa e não compre criptomoedas apenas porque foram indicadas por alguém com vários seguidores.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias