Em meio a congelamentos de saques e falências, investidores de Bitcoin abandonam corretoras

Segundo a Glassnode, quem está aproveitando a queda para comprar são dois grupos, as baleias que possuem mais de 1.000 bitcoins e os camarões, ou seja, aqueles que possuem menos de 1 BTC em suas carteiras.

Pilha de moedas físicas de Bitcoin.
Pilha de moedas físicas de Bitcoin.

Após diversas empresas travarem saques, o volume de saída de Bitcoin de exchanges chegou ao seu pico histórico. No total, investidores sacaram cerca 150 mil bitcoins no último mês, um montante equivalente a R$ 16 bilhões.

Além de falências, servindo como exemplo, outro ponto que pode estar contribuindo para essa “corrida às exchanges” são os diversos rumores de que mais empresas estão insolventes.

Embora sejam apenas boatos, sempre sem citar fontes ou evidências claras, o fato é que poucos estão dispostos a tomar o risco de perder seus bitcoins por confiar em terceiros.

Lugar de bitcoin é na sua carteira

Dizem que tempos difíceis criam pessoas fortes, e este bear market está provando justamente isso. Com diversas empresas travando saques devido à insolvência, muitos investidores estão aprendendo que exchange não é carteira.

Segundo dados da Glassnode, este é o período com o maior número de bitcoins saindo de exchanges. No total, mais de 150 mil BTC — equivalente a R$ 16 bilhões no preço atual — foram movidos no mês de junho.

“As exchanges tiveram o maior declínio mensal já registrado, atingindo uma taxa de saída de 150.000 BTC/mês.”

Entrada e saída de Bitcoin de exchanges de criptomoedas. Fonte: Glassnode

Além disso, rumores de que mais exchanges estão insolventes também podem ter contribuído para estes números. Afinal, o lugar mais seguro para guardar bitcoin é na sua própria carteira.

Por fim, outro ponto que pode ser analisado na imagem acima está relacionado ao preço do Bitcoin. Um maior fluxo de entrada pode representar mais oferta no mercado, um sinal de topo, enquanto um maior fluxo de saída pode representar um sinal de fundo.

Para onde foram estes bitcoins?

Ainda segundo a Glassnode, quem está aproveitando a queda para comprar são dois grupos, as baleias que possuem mais de 1.000 bitcoins e os camarões, ou seja, aqueles que possuem menos de 1 BTC em suas carteiras.

Portanto, embora o mercado ainda não tenha acabado de expulsar empresas que trabalham com excessos, a tendência é que estejamos próximo do fim desta fase, restando poucas e pequenas na fila.

Sendo assim, é provável que os 20 mil dólares sejam a melhor oportunidade de compra para quem está pensando no longo prazo. Afinal, o pior já parece ter passado e quem ficou vivo está mais forte.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias