Investidores que iniciaram aportes mensais de Bitcoin nos US$ 69.000 estão lucrando 10%

Entre novembro de 2021 e novembro de 2022, o Bitcoin perdeu 77,6% de seu valor. No entanto, alguns investidores que compraram a criptomoeda em seu topo histórico, nos US$ 69.000, estão lucrando 10% com a recente recuperação da maior criptomoeda do mercado.

Estamos falando sobre investidores que adotaram a estratégia de aportes mensais, também conhecida pela sigla inglesa DCA (Dollar Cost Averaging).

O método tem suas vantagens. Enquanto evita compras excessivas a um preço mais alto, também permite aportes quando o mercado está em baixa. Talvez mais importante que isso, o DCA não requer perda de tempo com o acompanhamento de notícias e gráficos e ainda assim apresenta bons resultados.

Quem iniciou DCA no topo do Bitcoin já está lucrando 10%

Além do preço médio, o que diminui riscos ligados a volatilidade do Bitcoin, outra vantagem dos aportes mensais são a sua flexibilidade.

Ou seja, enquanto um investidor europeu compra 400 euros (R$ 2.250) de Bitcoin por mês desde 2017, um brasileiro pode investir um montante menor, baseado em sua realidade, mas ter os mesmos retornos percentuais. A estratégia é tão famosa que até Jack Dorsey, fundador do Twitter a aplica.

Outro ponto que prova a eficiência do método é que todos os investidores que iniciaram essa estratégia quando o Bitcoin estava em seu topo histórico já estão no lucro.

“As pessoas que começaram a usar DCA para investir em Bitcoin no seu pico histórico de US$ 69.000 agora estão lucrando 10%.”

Como explicado por um investidor, a técnica “exige paciência e nervos”, mas funciona. Em outras palavras, a queda do Bitcoin em 2022 pode ter afastado alguns investidores, mas recompensou aqueles que se mantiveram firmes.

Por fim, como exemplo, quem comprou US$ 100 (R$ 523) por mês em Bitcoin desde novembro de 2021, conseguiu juntar cerca de 0,0642 BTC com seus 17 aportes (US$ 1.700). Hoje essa quantia vale US$ 1.816.

Michael Saylor ainda está no vermelho

Outro investidor que está sendo acompanhado pela comunidade é o bilionário Michael Saylor. Sua empresa, a MicroStrategy, comprou 132.500 ao longo dos últimos dois anos por um total de US$ 4 bilhões.

Seu preço médio está em US$ 30.415 por BTC, ou seja, a MicroStrategy ainda está no prejuízo conforme o Bitcoin é negociado por US$ 28.275, mas isso está prestes a mudar. Afinal, analistas apontam que o Bitcoin tem caminho livre até os US$ 32.000.

De qualquer forma, Saylor já afirmou que o Bitcoin é um ativo de longo prazo. No entanto, vale lembrar que o bilionário não aplicou a estratégia de DCA, mas ela poderia tê-lo ajudado.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias