Manifestantes podem ter recebido Bitcoin para invadir Capitólio dos EUA

A Chainalysis utilizou informações repassadas pelo portal de notícias Yahoo para investigar de onde partiram as supostas doações.

Siga no

De acordo com o portal de notícias internacionais, Yahoo, ativistas de direita receberam grandes pagamentos em Bitcoin um mês antes da invasão no Capitólio dos Estados Unidos.

Segundo a reportagem, no início de dezembro, uma pessoa realizou uma transferência de mais de 28 bitcoins, quantia equivalente a mais de US $ 500.000 na época.

As criptomoedas foram enviadas para 22 carteiras digitais diferentes, conforme apurado pela reportagem, a maioria delas pertencentes a organizações e importantes personalidades de direita (pró-trump).

Especialistas em rastreio de transações de criptomoedas aparentemente já identificaram o suspeito por realizar o envio dos bitcoins. Acredita-se que a intenção tenha sido a de recrutar “reforços” para as causas de extrema direita.

O Yahoo também relatou que a polícia americana iniciou uma investigação, afim de descobrir se as supostas doações tiveram relação a invasão do capitólio dos Estados Unidos no dia 6 de janeiro, onde foram mortas 5 pessoas.

O site revela que conhecidas personalidades e sites de direita, incluindo VDARE, Daily Stormer e Nick Fuentes, foram os destinatários das supostas doações em bitcoin.

De acordo com especialistas da empresa de pesquisa especializada em criptomoedas, a Chainalysis, os bitcoins saíram de uma exchange francesa.

A Chainalysis utilizou informações repassadas pelo portal de notícias Yahoo para investigar de onde partiram as supostas doações.

De acordo com um relatório divulgado pela Chainalysis, os bitcoins foram enviados por um programador que mora na França. O relatório também revela que ele criou a conta na exchange em 2013 e que mantinha um blog pessoal, que não foi atualizado entre 2014 e 9 de dezembro de 2020, o dia após as “doações”.

Segundo a Chainalysis há uma postagem no blog do suposto “doador” dos bitcoins que aparenta ser uma carta de suicídio.

Na suposta carta ele escreve que estaria dando seu dinheiro para “certas causas e pessoas”, o motivo descrito por ele seria “o declínio da civilização ocidental”.

A Chainalysis optou por não revelar o nome do suposto doador, a empresa cita questões de privacidade devido a impossibilidade de confirmar a morte do homem e também para não atrapalhar as investigações.

Vale destacar que um e-mail foi enviado para o suposto doador, mas não houve respostas.

O procurador-geral dos Estados Unidos revelou em uma coletiva de imprensa na terça-feira que “o escopo e a escala desta investigação nesses casos são realmente sem precedentes”.

Segundo ele, as autoridades responsáveis pela investigação estão tratando o assunto como uma “investigação significativa de contraterrorismo ou contra-espionagem”, envolvendo análises mais profundas de “dinheiro, registros de viagens, disposição, movimento, registros de comunicação”.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Diego Marques
Diego Marques
Começou em 2016 como um dos primeiros redatores do Guia do Bitcoin. Diego tem preferência por notícias que podem influenciar o preço das criptomoedas, mas também gosta de escrever curiosidades do cripto-universo.
Meme dogecoin que circula nas redes.

Mercado cripto sofre uma das maiores quedas já vistas, Dogecoin sobe

As últimas 24 horas foram um pesadelo para alguns investidores em criptomoedas. A primeira moeda a sentir a queda foi o Bitcoin, que perdeu mais...
Mina carvao

Taxa de hash do Bitcoin cai após acidente em mina de carvão na China

O hashrate do Bitcoin caiu cerca de 40% nas últimas 24 horas, de mais de 180 petahashes por segundo para cerca de 105 Ph/s....

Bitcoin desaba com desligamento de mineradoras chinesas e preocupações regulatórias

O Bitcoin despencou mais de 15% neste domingo (18), para cerca de US $ 51 mil, depois de ter alcançado um marco de US...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias