Manual Cripto CMC 2023: Fatos vs. FUD — Análise do mercado de baixa por Nansen

É impossível dizer quanto tempo esse mercado de baixa vai durar. Os vencedores da próxima alta já estão começando a surgir, e o Nansen está pronto para ajudá-los a cortar o ruído e identificar o futuro da indústria.

A indústria de criptomoedas é amplamente definida por extremos. O calor abundante do DeFi Summer vs. o frio duradouro do cripto inverno; euforia dos dogcoins vs. alguns dos operadores algorítmicos mais sofisticados do mundo; e, talvez mais urgente em 2022, boatos vs. um quadro crescente de analistas profissionais e amadores prontos para verificar os fatos e responsabilizar a indústria.

Veja, por exemplo, o colapso da stablecoin UST do Terra em maio. Na semana seguinte a qual o ativo algorítmico perdeu seu pareamento permanentemente, pelo menos um popular influenciador de mídia social tentou espalhar o boato de que o colapso foi devido à interferência do governo dos Estados Unidos (não foi mencionada uma ala ou agência específica).

Uma semana depois, Nansen publicou seu inovador On-Chain Forensics: Demystifying TerraUSD De-peg, um olhar meticuloso sobre a perda do pareamento e seus principais players, dissipando definitivamente o mito de um único invasor, afastando ainda mais a ideia da responsabilização de uma entidade de estado-nação.

No entanto, o impacto da análise completa da cadeia não se limitou a relatórios de empresas de pesquisa como da Nansen.

Durante o colapso da FTX em meados de novembro, investidores e usuários comuns de criptomoedas monitoraram entradas e saídas, reservas e até movimentações específicas da carteira da Alameda Research, como saques de protocolos DeFi, para cobrir depósitos de usuários da FTX.

Juntos, esses esforços pintaram um quadro de uma instituição em uma angústia muito mais profunda do que seus executivos estavam deixando transparecer, dando a muitos na comunidade a oportunidade de sacar seus fundos antes que a janela fechasse.

Essa tendência continuou, pois a FTX abriu brevemente os saques para os residentes das Bahamas. Investigadores amadores e analistas profissionais examinaram cada saque, revelando sinais de jogo sujo e estabelecendo um manual para os advogados de falência recuperarem os fundos retirados ilegalmente. Para cada desenvolvimento na história do fim da FTX, os analistas capturaram e rastrearam as atualizações antes da mídia tradicional e até mesmo da mídia cripto.

Embora esse movimento de “jornalismo cidadão” tenha demonstrado o poder de uma comunidade de analistas conhecedores on-chain, a mídia tradicional também mostrou um desenvolvimento impressionante quando se trata da sofisticação de sua cobertura sobre o assunto criptomoedas.

No início do ano, quando a imprensa procurava empresas como CoinMarketCap ou Nansen, as perguntas eram rudimentares: os analistas passavam horas explicando os fundamentos de uma corretora descentralizada, auto-custódia ou a diferença entre plataformas de empréstimos centralizados e descentralizados.

Compare essa falta de conhecimento básico com a cobertura sobre os saques da Binance na semana passada. Provocados pelo tweet de um analista da Nansen, os repórteres da Reuters, Bloomberg, Wall Street Journal, Forbes, Fortune, CNBC, NBC, Washington Post, BBC e CNN – entre muitos outros – citaram dados on-chain com surpreendente conhecimento.

A mídia tradicional agora pode cobrir eventos on-chain de forma confiável, às vezes até mesmo citando endereços específicos da blockchain Esta é uma melhoria geral, quase em toda a indústria, ao comparar quando o “Etherium” era escrito incorretamente nas principais manchetes – embora isso ainda aconteça com uma regularidade alarmante.

Como a mídia tradicional agora parece preparada para cobrir o setor com maior sofisticação, as principais instituições de criptomoedas estão prontas para recebê-la com crescente transparência.

Após o colapso da FTX, várias corretoras centralizadas apresentaram um sistema de “prova de reservas” onde publicaram os endereços contendo os depósitos dos clientes. Trabalhando com a equipe Nansen Portfolio, os usuários agora podem auditar os ativos de muitas das principais corretoras.

Em conjunto, esses esforços de várias instituições por transparência – e o clamor crescente de um público investidor cada vez mais exigente – podem até, eventualmente, subir para o nível de ‘autorregulação’ que muitos acham que falta na indústria.

Com a chegada do fim do ano, é impossível para muitos investidores olhar para os eventos de 2022 sem um sentimento de frustração.

Alguns dos membros mais ambiciosos e francos da comunidade foram considerados fraudes e, diante de imensos ventos contrários macroeconômicos, um dos mercados de alta mais vigorosos que temos na memória desabou em um mercado de baixa devastador.

No entanto, analisando mais profundamente os dados on-chain, é fácil encontrar bolsões significativos de resiliência e vitalidade.

A DeFi está pairando acima de US$ 40 bilhões em valor total bloqueado, e os NFTs, somente no Ethereum, transacionaram 8,77 milhões de ETH – pouco mais de US$ 10 bilhões a preços atuais – em volume este ano.

Em contraste com os mercados de baixa anteriores, ainda existe uma forte base de usuários de criptomoedas e uma ampla gama de aplicativos para eles se envolverem – um ecossistema descentralizado e próspero que agora provou ser resiliente até mesmo a fraudes e explosões históricas de até mesmo algumas das maiores e mais influentes entidades centralizadas.

Esses usuários também têm ferramentas e recursos analíticos sem precedentes à sua disposição em comparação com os ciclos de cripto anteriores.

De recursos gratuitos como a CoinMarketCap a serviços de assinatura, como o Nansen Pro, o usuário médio de criptomoedas está mais informado do que nunca, e a qualidade das conversas nas redes sociais reflete isso.

É impossível dizer quanto tempo esse mercado de baixa vai durar. Os vencedores da próxima alta já estão começando a surgir, e o Nansen está pronto para ajudá-los a cortar o ruído e identificar o futuro da indústria.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Leia mais sobre:
CoinMarketCap
CoinMarketCaphttps://coinmarketcap.com/
CoinMarketCap é o site de rastreamento de preços mais referenciado do mundo para criptomoedas. Sua missão é tornar as criptomoedas detectáveis, capacitando os usuários de varejo com informações imparciais, de alta qualidade e precisas para tirar suas próprias conclusões informadas.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias