Mineradora listada na Nasdaq usa Bitcoin para comprar novas máquinas

Siga no
Minerador de Bitcoin apontando dedo para moeda digital
Minerador de Bitcoin apontando dedo para moeda digital

Uma mineradora de Bitcoin listada na Nasdaq utilizou a moeda digital para financiar a aquisição de novas máquinas para sua operação.

A CleanSpark (Nasdaq: CLSK) é mais uma das operações da América do Norte que se aproveita do banimento da China para aumentar sua produção de Bitcoin, utilizando para isso energia sustentável.

Essa empresa planeja uma grande modernização de suas máquinas e chegará a ter quase 25 mil equipamentos até 2022.

Mineradora listada na Nasdaq usa Bitcoin como meio de pagamento por novos equipamentos

A atividade de mineração de Bitcoin é essencial para o funcionamento da rede e é totalmente descentralizada. Como depende de máquinas específicas para funcionamento, diferentes empresas passaram a desempenhar esse papel, comprando máquinas que garantem a segurança da maior moeda digital.

Uma delas é a CleanSpark, que minera Bitcoin nos Estados Unidos e também atua no ramo de energia sustentável. Como parte de seus esforços para crescer na área, ela anunciou na última terça-feira (12) a aquisição de novas máquinas para sua operação.

Serão compradas assim 4.500 ASICs modelo Antminer S19, somando um hashrate adicional de 450 PH/s, divulgou em nota a empresa. Algumas máquinas já chegarão em novembro próximo, mas a conclusão das entregas será em 2022, de forma que a CleanSpark terá quase o dobro de sua força computacional após o processo de aquisição ser finalizado.

Mesmo assim, a empresa chamou a atenção por utilizar o Bitcoin como meio de pagamento, em parte do valor destinado a essa aquisição. Para Zach Bradford, CEO da CleanSpark, eles esperam continuar fazendo movimentos ousados no mercado de criptomoedas.

“Fazendo um esforço consciente para reinvestir na produção adicional, estamos adotando uma abordagem baseada no mercado para nossas operações de mineração e maximizando o valor para nossos acionistas. Entendemos que usar nosso bitcoin para apoiar nossas operações e expansão é uma mudança de paradigma para a indústria digital de mineração de moedas na América do Norte”.

Ação da empresa não superou o Bitcoin em 2021 e novidades prometem agitar o mercado

Vale lembrar que apesar de ser uma das empresas mineradoras de Bitcoin com ações listadas na bolsa de valores, a CleanSpark não dá um bom retorno aos seus acionistas em 2021.

O preço de suas ações segue em US$ 14,25 por unidade, mas já perdeu 46% em relação do Dólar no consolidado do ano. Mesmo assim, a cotação da CLSK segue em alta em relação a 2020, com a nova aquisição sendo uma novidade importante para que a empresa tente agitar seu mercado novamente.

Vale notar que algumas mineradoras tem optado por guardar Bitcoin, mas o uso da moeda como meio de pagamento também é promissor para o mercado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin rompe alta histórica e é negociado acima dos 65 mil dólares

Com um mercado otimista em relação a questões regulatórias, o preço do Bitcoin rompeu a sua máxima histórica de 64.895 dólares registrada em abril...

Criptomoeda “promissora e fora do radar” desaparece com R$3 milhões dos investidores

Golpes envolvendo arrecadação de dinheiro e então um abandono do projeto são bem comuns, mas a CryptoEats foi além. A falsa empresa usou influenciadores...

FCA faz alerta para “jovens” que investem em criptomoedas

Segundo relatório publicado pela Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido, a maior parte dos jovens faz investimentos arriscados por conta da competição...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias