Corretora de criptomoedas adia redistribuição de R$ 14,3 bilhões em bitcoin

Um documento de três páginas revela que a data final dos reembolsos também foi alterada.

Dos eventos que levaram o Bitcoin a cair neste mês de março, o ‘fantasma da Mt. Gox’ foi um dos maiores deles. Afinal, a data limite para a liberação de cerca de 138.000 bitcoins (R$ 14,3 bilhões) estava marcada para esta sexta-feira (10).

No entanto, um documento publicado pela Mt. Gox na quinta-feira (9) aponta que a data foi adiada novamente. Segundo a corretora, o prazo foi estendido para o próximo mês, sendo mais exato, para o dia 6 de abril.

Embora alguns credores apontem que não tem intenção de vender seus bitcoins, analistas sentem que o retorno destas moedas pode causar uma grande pressão vendedora no mercado.

Mt. Gox adia plano de reembolso novamente

Em comparação, a corretora Mt. Gox foi como a Binance de sua época, talvez ainda maior em termos de dominância de mercado. Apesar disso, um grande hack deixou a corretora insolvente, levando-a a falência no início de 2014.

No entanto, alguns milhares de bitcoins foram salvos e, desde então, os clientes lesados tentam reaver parte de seus investimentos. Segundo sites que monitoram as carteiras ligadas a Mt. Gox, a falida corretora ainda possui 137.890 BTC (R$ 14,3 bilhões) a serem distribuídos.

O início deste reembolso estava previsto para esta sexta-feira (10). Porém, o site da Mt. Gox foi atualizado nesta quinta-feira (9), apontando que a data foi adiada novamente, agora para o dia 6 de abril.

“O Administrador da Recuperação alterou o prazo para Seleção do Método de Reembolso e Registro das Informações do Beneficiário de 10 de março de 2023 (horário do Japão) para 6 de abril de 2023 (horário do Japão).”

Site da falida corretora Mt. Gox aponta que reembolso de seus clientes foi adiado novamente.

Data final dos pagamentos da Mt. Gox também foi estendida

Completando as informações, um documento de três páginas revela que a data final dos reembolsos também foi alterada. Com permissão da corte que está acompanhando o caso, a Mt. Gox conseguiu adiar o prazo final por mais um mês.

“Tendo obtido a permissão do tribunal, o Administrador da Recuperação também alterou o Prazo Base de Reembolso, o Prazo de Reembolso Antecipado e o Prazo de Reembolso Intermediário de 30 de setembro de 2023 (horário do Japão) para 31 de outubro de 2023 (horário do Japão) após a alteração do prazo para a Seleção e Inscrição.”

Por fim, a Mt. Gox, falida corretora de Bitcoin que já foi a maior do mundo, cita que “a menos que haja motivos inevitáveis, será difícil uma nova prorrogação do prazo”. Ou seja, tudo indica que estas serão as datas limites e seus clientes finalmente conseguirão reaver parte de suas perdas.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias