O que é Chain Swap que afeta stablecoins como a Tether?

Tether ganha tração e adoção!

Siga no
Tether (USDT) = Dolar (USD)
Tether = Dolar

Uma movimentação de alta quantia de Tether (USDT) foi percebida nos últimos dias, que chamou atenção do mundo todo. Tal quantia movimentada, cerca de R$ 120 milhões, foi uma chain swap que aconteceu na rede Tether.

Chain Swap é um atributo comum de stablecoins como a Tether?

As criptomoedas estáveis, ou também chamadas de stablecoins, possuem características diferentes das outras criptomoedas, por exemplo. Um dos motivos para isso seria porque sua tecnologia permite que várias integrações aconteçam. Além disso, há o fator lastro da moeda, que define o valor e funcionamento dessas.

A Tether é a stablecoin mais famosa do mundo das moedas digitais, tendo também maior valor de mercado. Essa criptomoeda estável trabalha originalmente pela blockchain Omni Layer, que funciona pela rede Bitcoin. Além disso, atualmente a rede trabalha pelo formato ERC20, com tokens Ethereum.

Recentemente, porém, a USDT passou a ter mais redes de suporte, como a Tron, EOSIO e Liquid. Com isso, tokens USDT são emitidos por várias blockchains diferentes, sendo necessário acompanhar a relação de tokens com as reservas da moeda. Com isso, o termo chain swap ganhou as manchetes por um alerta de alta movimentação, provido pela ferramenta Whale Alert.

Whale Alert demonstra todas as movimentações anormais de criptomoedas

A ferramenta Whale Alert foi criada por entusiastas do criptomercado para prover mais informações públicas. Através deste serviço, quem quiser acompanhar grandes volumes de transações com criptomoedas consegue. Isso certamente apoia a transparência do mercado de criptomoedas.

O serviço apontou nos últimos dias uma movimentação de cerca de R$ 120 milhões com Tether (USDT). Como o Whale Alert informa o formato de transação realizada, essa foi especificamente uma que chamou atenção.

Whale Alert pegou uma Chain Swap da stablecoin Tether
Whale Alert pegou uma Chain Swap da stablecoin Tether – Fonte: Twitter.

O alerta da baleia, contudo, não passou de uma chain swap, um novo termo que surge no mercado de criptomoedas. Isso acontece porque uma transferência de recursos, em USDT, saem de uma blockchain de suporte para outra. Neste caso, por exemplo, aconteceu uma transferência da U$ 30 milhões de USDT da rede Ethereum para a rede Tron. Uma chain swap pode acontecer entre todas as blockchains que o Tether possui integração.

Entretanto, há uma particularidade da chain swap: caso um trader queira mais USDT na rede Tron do que existe no momento, a Tether deve cunhar novas moedas. Com isso, uma quantidade de USDT que está em outra rede, na Ethereum talvez, deve ser travada na tesouraria da Tether. Esse processo de travar USDTs em uma rede e criar em outra é o que principalmente define a Chain Swap.

Tether é uma das principais concorrentes do Bitcoin no cenário atual?

A atuação da Tether para traders certamente é altamente benéfica, uma vez que diminui a necessidade de conversão para Dólar. Este é um dos principais pares de negociação do Bitcoin, conforme apurou o Livecoins.

Além disso, a Tether vem desempenhando um papel que a coloca como concorrente do Bitcoin. De acordo com um estudo recente da Bloomberg, a Tether está silenciosamente sendo adotada como meio de pagamento.

O processador de pagamentos CoinPayments, por exemplo, analisou que 30% de suas transações são com USDT. Este é um fato alarmante, uma vez que aumentou 30 vezes a adoção desta criptomoeda no último ano. Um dos motivos para esse aumento, segundo Sean Mackay, do CoinPayments.net, seria a necessidade de se proteger da volatilidade de outras criptomoedas.

Em resumo, antes as empresas aceitavam outras criptomoedas como meio de pagamento e convertiam para Tether, como hedge. Agora, as empresas passaram a aceitar diretamente o USDT. Empresas de apostas, venda de bonecas sexuais, maconha, entre outras, já aceitam USDT como meio de pagamento. De acordo com o Crypwerk, já são mais de 200 empresas que aceitam a moeda.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Youtuber Felipe Neto

Criptomoeda com “potencial imenso” que Felipe Neto investiu derrete 53%

Uma criptomoeda que o youtuber Felipe Neto investiu derreteu 53% e chamou a atenção de um analista da bolsa de valores brasileira. O projeto em...
Alibaba Bitcoin

Alibaba proíbe venda de equipamentos de mineração de bitcoin

A proibição do Bitcoin na China começa a afetar outros setores da indústria. Desta vez a gigante Alibaba, 9ª maior empresa do mundo por...
Fachada de agência do Banco do Brasil

Tokecardume ou Bitemoeda? – Vejas as questões sobre criptomoedas do concurso do Banco do...

No último domingo (26), o concurso do Banco do Brasil foi aplicado em diversas cidades do Brasil, com várias questões sendo vistas sobre Bitcoin...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias