Imagem: Bitcoinmagazine

Dia após dia nascem dezenas de criptomoedas alternativas (altcoins) e tokens, fazendo com que o mercado de criptomoedas se expanda, para o bem ou para o mal.

Vamos dividir entre moedas e tokens para um melhor entendimento.

Moedas

Como o Bitcoin tem o código aberto, não demorou muito para surgir as primeiras altcoins, as motivações para a criação de tais moedas são variadas, a principal é a tentativa de inovação, afinal, ninguém quer arriscar grandes mudanças no Bitcoin, então criaram-se moedas com um tempo de bloco menor, com um supply maior ou menor, com blocos maiores, com maior anonimato, com a possibilidade da criação de tokens dentro dessa moeda, contratos inteligentes, diferentes soluções de consenso, tentativas de aumentar o número de TPS(transações por segundo), etc.

Tais moedas estão tentando resolver os problemas que o Bitcoin tem, hoje é difícil pensar em pagar um cafezinho com Bitcoin, porém outras moedas mais rápidas resolvem isso, em tempos tumultuados as transações de Bitcoin são caras, porém outras moedas já são muito usadas nessas situações, ou seja, tais moedas estão cobrindo buracos que o Bitcoin ainda não consegue.

Por outro lado, há várias moedas que trazem pouca inovação e continuam fortes em termos de valor de mercado, como a Dogecoin, uma moeda que foi criada a partir de um meme e continuou forte no mercado pois é mais barata para movimentar entre exchanges e o seu valor em BTC é relativamente estável.

Outras foram criadas pelo ego, como o BCH e o BSV, que mais geram tumulto do que avanços. Também há milhares de moedas criadas apenas pelo fato de que não é tão difícil criar uma moeda, então vemos moedas que servem para homenagear filhos, presidentes, etc. gerando uma pilha enorme, isso sem falar nos golpes.

----- Publicidade ------ 
BitcoinTrade
-----

Tokens

Ao contrário das moedas, os tokens não buscam inovação, a ideia de um token é que ele pode servir como um ativo, uma ação, fichas de um cassino, os tokens acabaram pegando carona em toda essa revolução descentralizada, imutável e transparente chamada blockchain.

Os tokens movem moedas, visto o caso do ETH que viu seu preço ir pra lua com o boom das ICOs em 2018, logo, tais moedas tornam o processo de criação de tokens tão simples quanto possível, fazendo com que qualquer ideia seja tokenizada.

Como dito, os tokens tem variados propósitos, os maiores em valor de mercado são tokens pareados ao dólar, servindo como uma reserva de valor digital aos mais conservadores.

Outros casos de uso envolvem um token pareado a uma moeda de uma blockchain que ainda não foi lançada e após isso é feito uma troca entre elas, também são encontrados muitos tokens de dividendos e utilitários, o primeiro funciona como ações tradicionais, pagando dividendos aos detentores do mesmo, o segundo funciona como ingressos para shows, fichas de cassinos, créditos de jogos, etc. tendo uma ótima segurança contra pirataria.

Entre outros casos de uso, também há tokens que dão descontos ao detentor em algum serviço, como em algumas exchanges.

Com a facilidade e a febre das ICOs, a criação de um token tornou-se um excelente meio de crowdfunding e com isso muitos produtos e ideias fracos foram tokenizados, muitos que tiveram sorte na arrecadação acabaram morrendo sem volume em exchanges.

Todo esse amadurecimento nos levou a hoje, onde projetos fracos morrem antes de nascer e grandes unicórnios como o Telegram e o BitTorrent mostram novos patamares desse mercado.

O cripto-mercado continua se expandindo, trazendo inovação e amadurecendo dia após dia, nos fazendo imaginar quais empresas negociarão suas ações e produtos de forma mais acessível e transparente, qual moeda resolverá os impasses que as atuais enfrentam e como tudo isso pode ajudar na expansão das criptomoedas no dia-a-dia das pessoas.

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis! 

Quer saber mais sobre Bitcoin, criptomoedas e Blockchain? Nós podemos te ajudar, siga no: Google News, Facebook, Twitter, Feedly, Flipboard, Telegram, Whatsapp, Instagram, ou receba por e-mail.