Queremos realmente tokenizar tudo? E nós podemos?

Siga no

Este ano houve considerável discussão sobre a tokenização de ativos físicos. Ou seja, ter algo tangível, como uma barra de ouro, representada por um token em uma blockchain, como Ethereum ou Waves, de modo que haja um registro imutável de propriedade do ativo.

Esse ativo pode ser negociado ou vendido sem a necessidade de um intermediário para manter um registro da transação, tornando a transação mais segura, mais rápida e menos cara.

Não é só o ouro que está sendo tokenizado. Outros metais preciosos também estão disponíveis para comércio via tecnologia blockchain. Dizem que ações, títulos e ações são os próximos, e as ofertas de token de segurança são uma encarnação desse movimento. Na verdade, os STOs são calorosamente apontados para serem a próxima grande novidade.

Parece que qualquer coisa que valha alguma coisa está madura para a tokenização.

Então, tudo é tokenizável?

Qualquer blockchain que seja capaz de executar um contrato inteligente oferece a capacidade de ter participação parcial em um ativo. Recentemente, a famosa pintura de Andy Warhol, ’14 Pequenas Cadeiras Elétricas ‘, foi transformada em token e vendida em leilão.

Mais de 800 licitantes compraram uma participação de 31,5% da pintura, que tinha um preço de US $ 4.000.000.

Mas quem pode pendurá-lo na sala e por quanto tempo?

Eu não acho que alguém realmente vai ter a oportunidade de ter esta peça pendurada em uma parede em sua casa tão cedo, mas e se isso não fosse uma pintura, mas um iate de luxo? Muitos de nós não podem simplesmente comprar um iate de luxo, mas e se vinte pessoas quisessem e decidissem comprar um em conjunto?

É possível executar este tipo de transação via contrato inteligente em uma blockchain. Vinte tokens poderiam ser emitidos e cada proprietário receberia um.

Eles teriam um registro imutável de propriedade que poderiam negociar ou vender para outra parte a qualquer momento. Mas o token também mostraria quanto tempo a pessoa poderia ter no iate. De fato, em um tipo de IoT, o acesso ao barco pode ser restrito simplesmente credenciais de ID digital baseadas em blockchain.

Há muito mais que pode ser alcançado com um contrato inteligente.

A mesma funcionalidade pode ser usada para carros, casas, contratos de aluguel, a lista continua, e há muitas empresas por aí tentando fazer essas coisas acontecerem agora.

Nós queremos isso?

Como a maioria das blockchains são descentralizada e, portanto, não tem nenhum órgão central para mexer com o registro que lhes convém, contratos inteligentes que permitem que as pessoas compartilhem a propriedade de um ativo entre si são uma solução ideal. No entanto, as disputas podem ser um problema.

Digamos que um suco de maçã derramou-se por todo o banco de trás de uma carro alugado. O proprietário X,  identifica os danos e solicita que o proprietário Y pague pela limpeza. O proprietário Y diz que o derramamento ocorreu antes que eles pegassem o carro. E aí?

Uma ideia seria ter um sistema de CCTV no carro para que os outros donos possam verificar a filmagem para ver o que realmente aconteceu e decidir quem deve pagar pelo reparo. Mas isso desviaria para uma bagunça estilo orwelliano, que a sociedade deveria evitar.

Contratos inteligentes executados em Ethereum, Waves, Stellar ou qualquer outra blockchain capaz certamente farão com que nossas vidas sejam mais simples.

No entanto, os contratos inteligentes ainda estão em seus primeiros dias, e muito trabalho precisa ser feito com eles antes que eles possam ser implantados em aplicativos totalmente convencionais.

Leia mais sobre:
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org Sugestão de pauta: mateus@livecoins.com.br
ichael Saylor, Paul Tudor Jones II, Stanley Druckenmiller

Institucionais no Bitcoin, quem são? Por que compraram?

Nos últimos meses, pipocou na mídia o nome de diversos gestores e firmas de investimento institucionais que embarcaram no Bitcoin. Mas afinal, quem são...

Em Portugal, caso Telexfree termina sem culpados: “vítimas sabiam que era esquema”

A Telexfree foi uma das maiores pirâmides do Brasil, causando um prejuízo estimado na casa dos bilhões em cerca de 2 milhões de clientes....
André R Jakurski. Imagem: Youtube

“Bitcoin não tem valor intrínseco”, diz André Jakurski, co-fundador do Pactual

André Jakurski, um dos fundadores do Banco BTG Pactual participou de uma live no Youtube na última quarta-feira (13) e ao ser questionado sobre...

Cotações por TradingView

Últimas notícias

Em Portugal, caso Telexfree termina sem culpados: “vítimas sabiam que era esquema”

A Telexfree foi uma das maiores pirâmides do Brasil, causando um prejuízo estimado na casa dos bilhões em cerca de 2 milhões de clientes....

“Bitcoin não tem valor intrínseco”, diz André Jakurski, co-fundador do Pactual

André Jakurski, um dos fundadores do Banco BTG Pactual participou de uma live no Youtube na última quarta-feira (13) e ao ser questionado sobre...

Youtuber de Free Fire chora após ter canal hackeado: “Era tudo que eu tinha”

Os hackers que roubam canais do YouTube para aplicar golpes de criptomoeda acabaram de fazer mais uma vítima. Dessa vez foi o famoso streamer...

Elon Musk concorda que Bitcoin é boa reserva de valor

O Bitcoin segue sendo reconhecido cada vez mais por autoridades do mundo como uma tecnologia de confiança. Nesta sexta-feira (15), Elon Musk concordou que...

Falha em GPUs da Nvidia afeta mineradores de criptomoedas

A famosa fabricante de placas gráficas, Nvidia, alertou para uma grave falha no software dos equipamentos. Desse modo, todas as pessoas que usam as...