Poupança Negativa é um problema para investidores Millennials

Cenário muda no mundo todo com as novas taxas de juros!

Siga no
Real Bitcoin (Moeda digital, criptomoeda, moedas digitais, criptomoedas, moeda virtual)
Real Bitcoin

As taxas de juros dos países continuam a diminuir cada vez mais como, por exemplo, nos EUA e Brasil. A Taxa Selic, base da economia brasileira no controle de inflação, caiu para o nível histórico na última semana, definida pelo Banco Central do Brasil para 5%. Ou seja, para quem investe em poupança, que pode passar a ter rendimento de forma negativa, o cenário é ruim, principalmente para investidores millennials.

Cenário de taxas de juros em baixa, o que afeta na poupança?

Segundo um estudo conduzido pela ANBIMA, com apoio do Data Folha em 2019, a Poupança ainda é o principal local em que os brasileiros depositam sua esperança de um futuro melhor. É um produto de fácil entendimento e, até pela sua simplicidade, que chama atenção dos brasileiros.

O rendimento real da poupança é que chama atenção: este é vinculado a taxa base de juros da economia. De acordo com a economista Helena Veronesi, quem depositar R$ 1 mil na poupança, poderá sacar R$ 998 em 12 meses. Isso porque com a nova taxa Selic em 5%, a poupança deixa de ter ganhos reais. A explicação seria que devido à inflação monetária do Brasil, a poupança deixa de oferecer segurança para o dinheiro dos investidores.

Cabe o destaque que pode haver novos cortes na Taxa Selic na próxima reunião do COPOM em dezembro. Ou seja, o cenário que já é ruim para os “poupadores”, pode ficar ainda pior. O BC do Brasil deixou no ar “cortes de mesma magnitude”, ou seja, a Selic pode cair para 4,5%. A poupança negativa, como tem sido chamado o fenômeno, deixa de ser o local ideal para proteção de capital no Brasil.

Investidores millenials gostam da poupança

O que chama atenção é que os investidores da chamada geração millennial, nascidos entre 1981 e 1996, gostam da poupança. De fato, a poupança é um produto financeiro enormemente difundido na sociedade brasileira, que ainda sofre com a falta de educação financeira.

O cenário da facilidade em se atrair pela poupança, entretanto, não é uma exclusividade dos brasileiros. De acordo com Alex Krüger, a população com menos de 35 anos nos EUA gostam de cadernetas de poupança. Um estudo realizado, mostrou que o perfil dos investidores da geração millennial é relacionado com poupança. Além disso, as ações de empresas listadas na bolsa seriam de baby boomers, nascidos entre 1945 e 1960.

Investidores millenials gostam da poupança, que no Brasil agora rende de forma negativa
Investidores millenials gostam da poupança, que no Brasil agora rende de forma negativa – Imagem: Reprodução/Twitter

Com isso, os investidores millenials brasileiros poderiam estar também expostos a este “antigo” investimento, agora chamado de poupança negativa. O estudo, apesar de não ter relação com a população brasileira, pode dar uma ideia do cenário neste país, uma vez que a poupança ainda é o meio preferido para “salvar economias”.

Geração Millenial pode ser a que mais conhece Bitcoin

Por mais incrível que possa parecer, não é toda a geração millenial que está “dormindo no ponto”. Em um estudo no fim de agosto de 2019, ficou claro que a geração millennial possui inúmeras desvantagens em relação às demais. Uma delas é na questão  aposentadoria.

Os millennials do mundo todo sentem que não poderão se aposentar, como gerações passadas fizeram. Várias brincadeiras já foram feitas sobre o plano de aposentadoria, como ser Uber para juntar dinheiro, ou ainda começar um canal no YouTube. Aqueles que continuarem a prestar atenção em poupança são outros que poderão em breve se unir a esta diversão.

Em abril de 2019, contudo, um estudo feito pela Blockchain Capital mudou o cenário. A geração de investidores millennials se mostrou mais consciente sobre Bitcoin que as demais. Em resumo, o movimento da geração millennial frente ao Bitcoin tem sido destaque, e essa poderá abandonar de vez a poupança negativa rumo a um dinheiro mais livre e a um plano de aposentadoria mais sólido, por exemplo.

Cabe o destaque que diferente da poupança, o Bitcoin é uma moeda digital, ou seja, não há como obter ganhos fixos, mensais ou anuais. Entretanto, o histórico de preços do Bitcoin nos últimos anos tem sido de enorme valorização. O que vai diferenciar o futuro dos investidores será uma exposição a algum investimento de maior risco, visto que a comodidade da poupança está com os dias contados.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Coluna do TradingView: Bitcoin e a briga de compradores e vendedores

Bitcoin chegou no topo e já ensaiou um rompimento, mas falhou. O preço está brigado no topo e se romper pode ser um estouro....

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...
Visa BlockFI

Visa lança cartão de crédito com cashback em bitcoin

Agora você pode receber 1.5% de cashback em bitcoin por compras efetuadas por meio de um novo cartão de crédito lançado pela Visa em...

Últimas notícias

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...

Visa lança cartão de crédito com cashback em bitcoin

Agora você pode receber 1.5% de cashback em bitcoin por compras efetuadas por meio de um novo cartão de crédito lançado pela Visa em...

CEO da BlackRock acredita que bitcoin impacta status de reserva do dólar

O CEO da BlackRock, Laurence Douglas Fink, acredita que o bitcoin impacta o dólar americano como reserva. De acordo com ele, as criptomoedas chegaram...