Receita registra R$ 100 bilhões de criptomoedas declaradas

Bitcoin é a campeã do Brasil em volume de negociações no período apurado.

Siga no
Receita Federal do Brasil
Receita Federal Foto: Miriam Zomer/Agência AL

A Receita Federal do Brasil já registra mais de R$ 100 bilhões de criptomoedas declaradas desde agosto de 2019. Esse é inclusive o mês que iniciou a IN1888 no país.

De agosto do último ano até julho de 2020, vários contribuintes já informaram suas posses para a receita. O valor chamou atenção, pois é superior ao registro de exportações de ouro em 2019.

Apesar disso, as criptomoedas ainda não são regulamentadas no Brasil. Mesmo assim, a Instrução da Receita foi de fato o primeiro movimento nesse sentido, sendo um marco.

O mês de julho de 2020 já havia sido considerado o mês com maior volume de negociações de criptomoedas, conforme apontado pelo Livecoins. As informações são do G1.

Receita registra R$ 100 bilhões de criptomoedas declaradas no período de um ano

Em agosto de 2019 o mercado de criptomoedas brasileiro teve que se adequar a um novo cenário. Isso porque, com a chegada da Instrução Normativa RFB n.º 1888/2019, a Receita passou a exigir a declaração das criptomoedas.

Corretoras de criptomoedas, por exemplo, passaram a ter que enviar relatórios de clientes para a autarquia. A medida foi a primeira do Brasil rumo a uma legalização do Bitcoin.

De agosto de 2019 a julho de 2020 então, foram declaradas para a Receita mais de R$ 101 bilhões de criptomoedas. De acordo com o G1, esse é o volume de declarações do primeiro ano desde a chegada da IN 1888, como é conhecida.

O mês com maior volume foi o de julho, conforme havia apontado o Livecoins recentemente. Naquele mês os brasileiros declararam R$ 14 bilhões, o maior valor do período.

Considerando apenas 2020, o número de declarações superou os R$ 66 bilhões.

O número de declarações de criptomoedas nesse primeiro ano chama atenção pela grandiosidade. O G1 apontou que o número de exportações de ouro em 2019 foi de cerca de R$ 20 bilhões.

Além disso, o valor representa 1% do que foi negociado no câmbio em 2019. Ou seja, o mercado de criptomoedas é grande no Brasil hoje e tem potencial para crescer ainda mais.

Bitcoin, Ripple e Tether são 90% do volume no Brasil

O volume de criptomoedas negociadas de fato chama atenção no país. Mas ele se refere principalmente a três criptomoedas, que são Bitcoin, Ripple e Tether.

Só o Bitcoin teve R$ 44 bilhões declarados por brasileiros, sendo a moeda preferida. A Ripple segue de perto, com 42,8 bilhões de reais declarados para a Receita.

Lastreada em dólar, a Tether teve 9,2 bilhões declarados no período entre agosto de 2019 e julho de 2020. Essas seriam às três principais criptomoedas negociadas por brasileiros, representando mais de 90% do total.

Os dados podem ter algum erro, aponta a Receita Federal, pois as pessoas ainda erram em suas declarações. Mesmo assim, mostram que no Brasil as criptomoedas têm chegado ao conhecimento das pessoas, já sendo parte da rotina dos brasileiros.

Vale o destaque que a Receita tem estado de olho nas declarações com criptomoedas. No último dia 25 de setembro inclusive a RFB atualizou sua página sobre “Declarar Operações com Criptoativos“.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Edir Macedo publica vídeo associando Bitcoin com satanás

O líder da Igreja Universal, Edir Macedo, publicou um vídeo onde associa o Bitcoin com a marca da besta. De acordo com o vídeo divulgado...

Coluna do TradingView: Ethereum surpreende com teste na ATH

Após correção de mais de 20% na semana passada, Ethereum reage rapidamente chegando a ensaiar rompimento do topo histórico. Confira o que os analistas...

Dono de corretora de criptomoedas some e deixa 390 mil clientes no prejuízo

Uma importante corretora de criptomoedas da Turquia, chamada Thodex, começou a apresentar problemas em suas operações e em saques, preocupando vários dos seus clientes. A...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias