Criptomoeda processa YouTube por causa de golpes, entenda

Ripple afirma que "sofreu danos à imagem e reputação graças ao fracasso do YouTube em lidar com golpes".

Siga no

A empresa por trás da criptomoeda XRP, a Ripple, anunciou uma ação contra a rede social de compartilhamento de vídeos, YouTube.

A Ripple é uma empresa americana de blockchain focada em tecnologias de pagamentos, fornecendo soluções para grandes bancos, como o Santander.

A empresa está responsabilizando a plataforma de vídeos do Google por “permitir que golpistas usem o nome da Ripple para roubar dinheiro dos usuários do Youtube.”

“Hoje, estamos adotando uma ação legal contra o YouTube para promover uma mudança de comportamento no setor e definir a expectativa de responsabilidade”, anunciou a empresa em seu site, acrescentando que “o YouTube e outras grandes plataformas de tecnologia e mídia social devem ser responsabilizadas por não implementarem processos suficientes para combater golpes.” Disse a empresa.

O YouTube está apagando canais que podem estar promovendo golpes, mas o problema continua.

Vários canais legítimos com muitos inscritos estão sendo hackeados. Os golpistas exploram uma técnica que lhes permitem tomar posse do ID da sessão do Chrome e conseguem ter acesso como administrador dos canais, expulsando o dono real e substituindo com um novo administrador.

Depois de roubar o canal, eles renomeiam e publicam vídeos que promovem golpes (geralmente em lives).

Ripple diz que Youtube deve ser mais agressivo em detectar golpes

A Ripple exige que o Youtube deve ser mais agressivo e proativo na identificação de golpes,que remova os golpes assim que forem identificados, e que não lucrar com esses golpes (golpistas podem promover vídeos no Youtube).

Exemplo de golpes citados no processo da RIpple contra o Youtube. Imagem, Reprodução
Exemplo de golpes citados no processo da RIpple contra o Youtube. Imagem, Reprodução

A Ripple afirma que sua empresa e seu CEO, Brad Garlinghouse, “sofreram danos à imagem, marca e reputação públicas como resultado do fracasso do YouTube em lidar com fraudes, apesar dos pedidos de remoção”.

O nome do Ripple foi usado várias vezes pelos canais roubados que promoviam falasas distribuições de XRP.

Exemplo de golpes citados no processo da RIpple contra o Youtube. Imagem, Reprodução
Exemplo de golpes citados no processo da RIpple contra o Youtube. Imagem, Reprodução

Dado que o problema existe desde pelo menos dezembro do ano passado, a empresa decidiu entrar com uma ação contra o YouTube, talvez para pedir danos morais causados por esses golpes.

Google demora reagir aos golpes, diz Ripple

A empresa acrescentou que o YouTube e o Google demoraram a reagir à proliferação de notícias falsas, deepfakes e “mídia manipulada”. Dizendo que a gigante da tecnologia reage apenas “quando o golpe atinge proporções épicas”.

Infelizmente, os canais que promovem golpes com criptomoedas no YouTube não são novidade. Diversos Youtubers promovem criptomoedas sem futuro para que seus inscritos comprem, enriquecendo apenas os criadores da moeda, a promessa é de que a moeda vai valorizar. A famosa história do “próximo bitcoin”.

O problema é real e as medidas do YouTube a esse respeito estão longe de serem cumpridas com excelência. Até a Binance, maior corretora de criptomoedas do mundo reclamou do Youtube recentemente.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Mão segurando Bitcoin e bandeira da Malásia

“Clientes da Binance devem sacar fundos imediatamente”, diz CVM da Malásia

A CVM da Malásia afirma que os investidores de criptomoedas devem sacar seus fundos imediatamente da Binance, que receberá medidas coercitivas em breve. A nova...
Yield-Guild-Games

Maior escola de Axie Infinity e games em Blockchain lança token e levanta US$...

A Yield Guild Games (YGG), grupo que reúne jogadores de games "play-to-earn" ("jogue para lucrar", na tradução livre) que usam Blockchain e NFTs -...
Martelo da justiça batendo em tablet com imagem do Santander

Santander tenta penhorar criptomoedas de cliente por dívida, mas justiça nega

A justiça do Estado de São Paulo analisa uma cobrança de dívida pelo banco Santander, que acabou tendo um pedido de bloqueio de criptomoedas...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias