Samy Dana volta atacar Bitcoin após enorme queda nos preços

Analista do mercado financeiro!

Siga no
Samy Dana alertou para os riscos de investir em criptomoedas em 2018. Imagem: Reprodução Youtube
Samy Dana alertou para os riscos de investir em criptomoedas em 2018. Imagem: Reprodução Youtube

Bastou o preço do Bitcoin cair novamente, de forma brutal, para seus críticos “saírem da casinha”. Um deles é o analista brasileiro Samy Dana, que após verificar uma enorme queda nos preços do Bitcoin, voltou a atacar a moeda.

Em agosto de 2018, o economista disse que não era seguro investir no Bitcoin, devido à variação de preço. De acordo com ele, a “mesma onda que leva é a que traz”. Samy ressaltou que era importante que os investidores se educassem antes de investir.

Com a alta desvalorização da moeda nesta quinta, uma das maiores dos últimos tempos, Samy voltou a público. De acordo com o economista, o Bitcoin mostrou sinais preocupantes com a alta desvalorização.

Samy Dana voltou a citar o Bitcoin após enorme desvalorização no preço

O ano de 2020 era promissor para o preço do Bitcoin até a última quarta, que, mesmo em meio a uma desvalorização, ainda registrava um balanço positivo no ano. Até o dia 11 de março, o Bitcoin havia ganhado 2% em 2020, fruto de um movimento de mercado. Tudo mudou nesta quinta (12), com uma desvalorização do Bitcoin acima de 24%.

Contudo, o Bitcoin é uma moeda digital que não possui circuit breaker, ou seja, quando a queda vem, só para onde o próprio mercado colocar ordens de compra. O preço do Bitcoin é descoberto de forma orgânica, fruto da lei de oferta e demanda.

Mesmo assim, para Samy Dana, a volatilidade do ativo o coloca como destaque no mercado de risco. De acordo com uma postagem de Samy Dana em seu Twitter, nesta quinta (12), ficou claro que o analista não acredita no potencial do Bitcoin.

Bitcoin não moeda forte e por ser desregulada? Em 24h caiu -24,62% em USD. [SIC]

O economista afirmou que risco é um dos conceitos mais importantes em finanças. Com isso, após o Bitcoin desvalorizar 24% em menos de 24 horas, os investidores deveriam ter cautela com os ativos em seu portfólio.

A questão é risco além do bitcoin não cumprir o papel de moeda (reserva de valor, valor de troca, etc)

Recomendações de Samy Dana são fortes no mercado financeiro tradicional, sobre Bitcoin, passado condena

Desde que o Samy Dana começou a comentar sobre o Bitcoin, o preço da moeda disparou. De acordo com uma planilha feita por entusiastas de Bitcoin no Brasil, o preço do Bitcoin disparou +1466,31% desde a primeira vez que Samy Dana alertou sobre os riscos da moeda.

Ou seja, mesmo que Samy Dana seja conhecido e famoso no mercado financeiro tradicional, suas recomendações frente a moeda digital se mostraram equivocadas ao longo dos últimos anos.

Planilha mostra as vezes que Samy Dana alertou contra o Bitcoin
Planilha mostra às vezes que Samy Dana alertou contra o Bitcoin – Reprodução/https://docs.google.com/spreadsheets/d/e/2PACX-1vToEhMMKTagkjL0zEaFHUZAY7b5xGiopyHpZzg_YN2fYgMg_B2YOCrDLOEyZithNdQpgjsRSruEZaUH/pubhtml

Mesmo sendo um crítico do Bitcoin, Samy Dana defendeu a moeda em 2019, quando associaram a imagem da moeda com pirâmides financeiras. Para Samy, não há sentido em falar que o Bitcoin é uma pirâmide.

A culpa não é do Bitcoin

Especialista em Bitcoin no Brasil afirma que moeda digital é melhor reserva de valor dos últimos tempos

Narcélio Filho (sócio da MiningMath Associates, especialista em criptomoedas e palestrante da Blockchain BH) e uma das pessoas mais influentes do criptomercado, analisou o cenário de forma contrária a Samy Dana. Para Narcélio, em conversa com o Livecoins, o Bitcoin é uma das melhores reservas de valor dos últimos anos.

No longo prazo, até agora, continua sendo a melhor reserva de valor conhecida. Valorizou 300 mil por cento nos últimos 8 anos. No curto prazo, por ter baixo volume financeiro negociado, também possui alta volatilidade, como qualquer ativo de volume equivalente (ações, por exemplo).

Mesmo assim, Narcélio não deixou de comentar sobre as especulações sobre o preço do Bitcoin. Para o analista, “O preço de tudo é formado por muitos componentes. Grande parte do preço do Bitcoin é especulativo. Esse componente é o que aumenta mais rápido em períodos de euforia mas é o que mais rápido desaparece em momentos de pânico“.

Por fim, o especialista em criptografia e entusiasta do Bitcoin no Brasil afirmou que o momento é de acumulo de dinheiro. Ou seja, ativos que possam oferecer riscos aos investidores estão sendo vendidos.

No momento atual, todo o mercado está desfazendo posições em tudo o que for possível, pra ficar líquido para a crise. Como o Bitcoin ainda não é meio de troca, ou seja, também não é líquido, acaba tendo que ser liquidado junto com os outros ativos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Meme dogecoin que circula nas redes.

Mercado cripto sofre uma das maiores quedas já vistas, Dogecoin sobe

As últimas 24 horas foram um pesadelo para alguns investidores em criptomoedas. A primeira moeda a sentir a queda foi o Bitcoin, que perdeu mais...
Mina carvao

Taxa de hash do Bitcoin cai após acidente em mina de carvão na China

O hashrate do Bitcoin caiu cerca de 40% nas últimas 24 horas, de mais de 180 petahashes por segundo para cerca de 105 Ph/s....

Bitcoin desaba com desligamento de mineradoras chinesas e preocupações regulatórias

O Bitcoin despencou mais de 15% neste domingo (18), para cerca de US $ 51 mil, depois de ter alcançado um marco de US...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias