SEC processa Coinbase e coloca 13 criptomoedas na mira

Enquanto a SEC listou 12 criptomoedas como sendo securties (valores mobiliários) no processo contra a Binance, o mesmo aconteceu no processo contra a Coinbase.

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) está processando a Coinbase, maior corretora de criptomoedas dos EUA. O anúncio foi publicado nesta terça-feira (6), um dia após a SEC processar a Binance.

A Comissão afirma que a Coinbase está operando uma corretora de títulos mobiliários não registrada, bem como cita o programa de staking da corretora americana da mesma forma.

Apesar do processo ser muito mais leve do que os 13 processos contra a Binance, as ações da Coinbase apresentaram uma grande queda na Nasdaq.

SEC volta a citar diversas criptomoedas como valores mobiliários

Enquanto a SEC listou 12 criptomoedas como sendo securities (valores mobiliários) no processo contra a Binance, o mesmo aconteceu no processo contra a Coinbase.

Além de repetir algumas criptomoedas, como Solana (SOL) e Cardano (ADA), a SEC também citou outras que são negociadas na corretora americana. São elas:

  • Solana (SOL)
  • Cardano (ADA)
  • Polygon (MATIC)
  • Filecoin (FIL)
  • Sandbox (SAND)
  • Axie Infinity (AXS)
  • Chiliz (CHZ)
  • Flow (FLOW)
  • Internet Computer Protocol (ICP)
  • Near (NEAR)
  • Voyager (VGX)
  • Dash (DASH)
  • Nexo (NEXO)

Os textos, explicando os motivos delas serem valores mobiliários, são os mesmos encontrados no processo contra a Binance. Em suma, a SEC alega que muitos projetos possuem empresas que realizaram pré-vendas, bem como trabalham com Proof-of-Stake (PoS).

Embora o Ethereum, segunda maior criptomoeda do mercado, apresente muitas similaridades com os projetos citados como valores mobiliários pela SEC, a Comissão o ignorou.

“As alegadas falhas da Coinbase privam os investidores de proteções críticas”, comentou Gary Gensler, presidente da SEC, no Twitter. “Incluindo regras que impedem fraude e manipulação, divulgação adequada, salvaguardas contra conflitos de interesse e inspeção de rotina pela SEC.”

Já abalado, mercado de criptomoedas não cai, mas ações da Coinbase despencam

Embora a ação da SEC contra a Coinbase seja grande, o mercado de criptomoedas não voltou a cair. Um dos motivos pode ter sido a forte queda desta segunda-feira (5).

Bitcoin está sendo negociado a US$ 26.000 no momento desta redação, apresentando uma leve alta na última hora. Outras criptomoedas acompanham o movimento, incluindo aquelas citadas no processo.

Quem mais sofreu foram os acionistas da Coinbase. Enquanto ontem suas ações chegaram a cair 12% após sua rival ser processada, a queda continuou nesta terça-feira (6). Entre os dois dias, a baixa chegou a 27%, mas já mostra uma pequena recuperação.

Até o fechamento desta matéria, a Coinbase não se pronunciou publicamente sobre o processo.

Por fim, espera-se que a SEC continue processando corretoras de criptomoedas que operam nos EUA ou então permitam seu uso por americanos. Binance e Coinbase são as duas maiores do mercado e a Comissão parece estar as processando por ordem de grandeza.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias