Torrents pirata de GTA V, Far Cry e PES têm malware que minera Monero

Atuando desde 2018, vírus já teria conseguido R$ 10 milhões de lucro com atividades.

Siga no
Mineração. Console. Imagem:ShutterStock
Mineração. Console. Imagem:ShutterStock

Os gamers brasileiros correm risco com um malware que minera Monero que estaria circulando pela internet principalmente em cópias piratas do famoso jogo GTA V.

Especialistas em segurança tomaram conhecimento da nova ameaça após um usuário do Reddit relatar que ao ligar seu computador, seu antivírus Avast havia sido desinstalado. Como a pasta do seu programa de proteção estava em branco, ele logo reiniciou o sistema e fez a reinstalação do software.

Ao reinstalar seu antivírus, três arquivos foram movidos para a quarentena, o que fez o gamer contar que havia feito download de alguns jogos via torrent dias antes. O caso passou a ser investigado pela Avast.

Malware está atacando em todo mundo e gamers brasileiros correm risco com software que minera Monero

Vendo o incidente de segurança afetar seus clientes, a Avast liberou um estudo sobre o malware chamado de “Crackonosh“. Há a suspeita de que o autor desse programa malicioso possa ser de origem tcheca.

“O Crackonosh é distribuído com cópias ilegais de softwares populares e procura e desabilita muitos programas antivírus populares como parte de suas táticas anti-detecção e anti-forenses.”

Segundo análise dos especialistas da Avast, o Crackonosh ataca em muitos países, sendo um dos principais o Brasil. Ou seja, os gamers brasileiros correm risco com esse malware, que ataca desde 2018, afirma o estudo.

 

Países onde o Crackonosh mais ataca, malware que minera Monero
Países onde o Crackonosh mais ataca, Brasil é um deles/Reprodução

Para Avast, malware tem como principal objetivo instalar minerador de Monero

Atacando em maio de 2021 pelo menos mil pessoas por dia, a Avast afirma que a principal atividade do Crackonosh é instalar um minerador de Monero no computador das vítimas. Em uma das carteiras analisadas pelos especialistas de segurança, a soma de 9 mil Moneros foi encontrada, o que daria cerca de R$ 10 milhões hoje.

Além de games, o malware pode ser instalado por vários outros softwares crackeados, diz o relatório de segurança. Ou seja, ao descompactar um arquivo pirateado e realizar a instalação, a ação de minerar Monero sem o conhecimento da vítima começa.

Dentre os jogos que o Crackonosh foi encontrado destacam-se o GTA V, Far Cry 5, NBA 2K19, The Sims 4 Seasons, Pro Evolution Soccer 2018, entre outros mais.

Além de instalar para minerar Monero, desabilitando softwares antivírus, o Crackonosh ainda desabilita o Windows Defender e atualizações do sistema operacional.

Para os analistas da Avast, o malware é perigoso e muito lucrativo para seu criador.

“Em resumo, o Crackonosh mostra os riscos de baixar software crackeado e demonstra ser altamente lucrativo para os invasores. O Crackonosh circulou pelo menos desde então June 2018 e rendeu-se $2,000,000 USD aos seus autores em Monero de 222,000 sistemas infectados em todo o mundo.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Ethereum vai ultrapassar o Bitcoin, diz CEO da Pantera Capital

O Ethereum está prestes a passar por uma de suas mais importantes atualizações, o hard fork London, em preparação para o Ethereum 2.0. Essa...

TradingView: Mercado cripto ainda tímido, analistas otimistas

Após forte alta, mercado sofre breve retração, que não foi o suficiente para tirar as esperanças dos analistas. Confira os estudos do TradingView. Lorena Almada O...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias