Transação de Ethereum misteriosa paga taxa de R$ 12 milhões para mover R$ 900

Uma taxa deste tamanho para mover tão pouco ETH levantou suspeitas, e algumas das teorias predominantes sugerem que a entidade por detrás da transação cometeu um erro, ou está tentando lavar dinheiro.

Siga no

Um usuário ou organização desconhecidos pagaram recentemente uma taxa de US $2.5 milhões, equivalentes a cerca de RS $12.2 milhões, para movimentar menos de RS $1,000 em Ethereum, a segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado.

Segundo dados do explorador da rede do Ethereum Etherscan, a transação foi feita hoje e para mover apenas 0,55 ETH, a entidade por detrás da transação pagou 10,668.7 ETH- Esta foi rapidamente incluída num bloco, devido à enorme taxa associada à mesma.

De acordo com sites que monitorizam as taxas necessárias para fazer transações na rede do Ethereum, é preciso incluir uma taxa de cerca de RS$ 0.74 para uma transação ser confirmada dentro de pouco tempo, sendo que para uma confirmação rápida a taxa sobre para cerca de R$ 1.

Uma taxa deste tamanho para mover tão pouco ETH levantou suspeitas, e algumas das teorias predominantes sugerem que a entidade por detrás da transação cometeu um erro, ou está tentando lavar dinheiro. Esta última possibilidade parece pouco provável, pois os mineradores não podem ter a certeza de que os fundos ficarão em seus blocos de mineração.

Mesmo que haja acordo com um minerador para dividirem o dinheiro, é difícil ter certezas que este vai minerar o bloco especifico com a taxa. Outra teoria seria a da evasão fiscal: se a entidade disser que a taxa foi um erro e declarar os fundos perdidos, poderá poupar em impostos. Melhor ainda se conseguir algum Ethereum de volta através de acordo com as mineradoras.

Em declarações à Forbes, o co-fundador da Ethhyb Anthony Sassano afirmou:

Poderia ter sido um erro, alguma forma de lavagem de dinheiro. Foi extraído pelo SparkPool para que eles pudessem enviar o ETH de volta ao proprietário original, se quisessem.

A SparkPool já confirmou que congelou os 10,600 ETH enviados como taxa de transação, e está atualmente aguardando contato feito por parte da entidade para poder trabalhar com a mesma em encontrar uma solução que beneficie ambos os lados.

Esta não é a primeira vez que a SparkPool lida com uma situação desse tipo. No ano passado, congelou uma taxa de transação de 2,100 ETH, cerca de RS $1.4 milhões na altura, que vinham também de uma transação misteriosa. A taxa acabou por ser dividida com a entidade que a enviou, tendo a razão sido um bot de trading a funcionar mal.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Francisco Memoria
Francisco juntou-se à comunidade crypto em 2016, altura em que começou a escrever para várias publicações na área, incluindo Bitcoin.com, CCN, e The Merkle, entre outras. Apoia o libertarismo, e é grande fã e tecnologia.
Ark Invest

Ark Invest vende ações chinesas e compra bitcoin

A Ark Invest está se livrando de ações chinesas em meio a uma liquidação generalizada que fez com que a maioria das ações chinesas...
LGPD no Brasil blockchain

LGPDJus: Aplicativo para requisições sobre proteção de dados usa blockchain

Na próxima sexta-feira (30), o Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) lançará um novo aplicativo para a população do estado. Chamado de LGPDJus, a...
MasterCard e Bitcoin criptomoeda blockchain

Mastercard vai acelerar startups de criptomoedas em novo programa

As startups que empreendem no setor de criptomoedas e blockchain poderão encontrar na Mastercard mais uma parceira de aceleração. O programa da empresa foi...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias