TRX: BitTorrent vai pagar usuários que compartilham arquivos

Siga no

O popular site de compartilhamento de arquivos P2P, BitTorrent, que tem centenas de milhões de usuários, está lançando o Projeto Atlas, onde o BitTorrent finalmente se une tecnologia blockchain. 

A BitTorrent oferecerá o token Tron (TRX) como um incentivo para usuários que compartilham arquivos (Seed), o que criará uma mudança de paradigma na indústria de compartilhamento P2P. 

Em junho a fundação TRON adquiriu o BitTorrent. TRX é 13ª criptomoeda mais valiosa com um valor de mercado de US $ 1,44 bilhão, de acordo com o preço do Tron hoje.

O BitTorrent e outros sites de torrent sempre tiveram um incentivo para que os seeders fizessem o upload de forma mais rápida, tornando possível um download mais rapidamente. 

Agora, os “semeadores” do BitTorrent receberão o token TRX ao semearem arquivos por mais tempo, distribuir arquivos com maior largura de banda e dedicar mais armazenamento de seus computadores a rede BitTorrent. 

Esta é uma ideia nova e empolgante para a indústria de torrents, nunca antes os usuários conseguiram ganhar dinheiro semeando arquivos. Isso deve aumentar o número de semeadores e as velocidades de download na rede BitTorrent.

Confira o anúncio do projeto Atlas:

Os usuários também poderão utilizar TRX para pagar por downloads mais rápidos. Este TRX vai abastecer o sistema onde os seeders são pagos pelos seus serviços. 

Com certeza é um cenário vantajoso para todos, quem está baixando arquivo vai conseguir fazer download com muito mais velocidade e os seeders ganharão dinheiro para facilitar isso.

Justin Sun, O CEO da Tron, disse que “o Projeto Atlas é a base para uma nova maneira de distribuição de conteúdo. Para começar, o produto contará com downloads mais rápidos, e mais seeds, sem mineração e compatibilidade com versões anteriores. É adaptado ao mundo em que vivemos hoje: móvel, conectado e transparente. Nosso objetivo é, eventualmente, capacitar todos os criadores de conteúdo e suas comunidades, eliminando o intermediário e permitindo que os criadores de conteúdo distribuam diretamente aos usuários ”.

De acordo com Justin Sun, os usuários atuais do BitTorrent que preferem usar clientes antigos sem a tecnologia TRX, ainda poderão usar a rede, tornando o Project Atlas totalmente retrocompatível. 

Certamente esta é uma decisão acertada, já que os “torrenters” costumam se ater a um cliente que funciona para eles e geralmente não verificam se existem atualizações.

Devido ao potencial empolgante de ganhar dinheiro semeando, é provável que muitos usuários atualizem.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org
Homem segurando criptomoedas em mão

Secretários de Macaé são acusados de enriquecimento ilícito e investimentos “elevados” em criptomoedas

Alguns secretários municipais de Macaé foram acusados em redes sociais de obter enriquecimento ilícito e negociar criptomoedas, obtendo para si vantagens indevidas. A negociação de...
Homem jogando dinheiro para cima bilionários do Bitcoin

Usuário compra bitcoin por 11 mil dólares durante flash crash da Binance

Durante uma queda repentina nos preços de várias moedas na Binance americana, onde o Bitcoin chegou a ser negociado por 8.200 dólares por menos...

Bitcoin atingiu novo recorde histórico, o que mudou na rede?

OÉ importante manter a conjuntura Macro clara, e para isso, os indicadores cíclicos continuam atualizar a cada dia que passa junto com o preço...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias