Ucrânia compra equipamentos militares com criptomoedas doadas

Símbolo do Bitcoin como uma granada de mão.
Símbolo do Bitcoin como uma granada de mão.

As criptomoedas têm sido um protagonista entre a guerra entre a Rússia e Ucrânia, para os dois lados. Recebendo mais de R$ 250 milhões em criptomoedas com doações, a Ucrânia já usou o equivalente a R$ 75 milhões na compra de suprimentos militares, segundo relata a Bloomberg.

Além disso, também é notável que 40% dos fornecedores estão dispostos a aceitar criptomoedas como forma de pagamento, sem a necessidade de conversão para uma moeda fiduciária.

Já do lado da Rússia, muitos acreditam que os russos já estão usando criptomoedas para driblar sanções econômicas. Assim como para fugir da desvalorização do rublo que acumula queda de 44% nas últimas duas semanas.

O papel do Ministério da Transformação Digital da Ucrânia

Mykhailo Fedorov, Ministro da Transformação Digital da Ucrânia, está exercendo um papel fundamental durante a defesa de seu país ao ataque da Rússia. Além de estar comandando as doações com criptomoedas, Fedorov também está incessantemente persuadindo empresas de diversos setores a bloquearem cidadãos russos.

Em relação às doações, Fedorov afirmou na última sexta-feira (4) que o país já havia recebido 50 milhões de dólares (R$ 250 mi) em diversas criptomoedas como Bitcoin, Ethereum, Polkadot, Solana, Monero e até mesmo um NFT raro.

“O Crypto Fund of Ukraine levantou US$ 50 milhões em criptomoedas em uma semana para apoiar a #Ucrânia. Uma quantia incrível contra a invasão de Putin à liberdade e à democracia. Visando US$ 100 milhões nesta semana. Nós ganharemos! #StandWithUkraine”, afirma o tuíte do Ministro da Transformação Digital da Ucrânia

Uso de criptomoedas para comprar suprimentos militares

Com doações equivalentes a mais de 250 milhões de reais em criptomoedas, Alex Bornyakov, vice-Ministro de Transformação Digital da Ucrânia, informou à Bloomberg que cerca de R$ 75 milhões já foram usados para comprar suprimentos militares.

Tal lista contém coletes à prova de balas, ataduras, pacotes de alimentos e até mesmo dispositivos de visão noturna. Além disso, Bornyakov afirmou que cerca de 40% dos fornecedores estão aceitando criptomoedas diretamente.

Já em seu Twitter, Bornyakov apontou o total de criptomoedas recebidas até a última quinta-feira (3). Destacando que a maior parte dos fundos estava destinada a suporte ao exército.

“A @CrystalPlatform afirma que o número total de doações de #cripto para a Ucrânia em meio à guerra russo-ucraniana é de mais de US$ 53 milhões (em 3 de março), onde:
— 69% ou US$ 36.188 mil foram enviados para apoio do exército;
— 19% ou US$ 10.141 mil — ajuda humanitária;
— 12% ou US$ 6.532 mil — ajuda geral.”

Por fim, as criptomoedas podem estar desempenhando um papel fundamental nesta guerra, provando o seu valor conforme pessoas de qualquer país podem colaborar com um país numericamente inferior ao seu inimigo. Bem como podem estar ajudando russos que não desejam seguir ordens de Putin, ou até mesmo ajudando pessoas e empresas sancionadas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias