Visa planeja permitir pagamentos com Bitcoin em 70 milhões de lojas

O entusiasmo em torno do Bitcoin não é exclusividade da Visa. A sua principal concorrente, a Mastercard, também anunciou que está estudando as criptomoedas.

Siga no

A Visa planeja seguir os passos do PayPal na adoção do Bitcoin. Al Kelly, CEO da maior processadora de pagamentos com cartões de crédito do mundo, disse que está planejando facilitar não apenas a compra de Bitcoin com cartão, mas também as funcionalidades de gastos com criptomoedas em suas maquininhas.

Ao que tudo indica, a recente adoção institucional ao Bitcoin parece estar ganhando cada vez mais força, com nomes grandes cada vez mais interessados em fazer parte dessa nova leva do mercado.

Mas a novidade por parte da Visa não vem de agora, desde o começo de 2021 há um claro interesse por parte da companhia no ativo digital.

Primeiro tivemos Al Kelly chamando o Bitcoin de “Ouro Digital”, seguido pela notícia de que a processadora de pagamentos entraria no criptomercado de forma mais dinâmica, com uma API para compra e venda dos ativos. Aparentemente esses foram apenas os dois primeiros passos de uma adoção cada vez mais importante, tanto para os clientes da visa quanto para o criptomercado.

O anúncio da ideia de entrar ainda mais no mercado e trabalhar mais diretamente com o Bitcoin veio durante o podcast Fortune’s Leadership Next.

Durante a sua participação no programa, Kelly disse que a companhia está planejando uma integração com carteiras de Bitcoin para que os clientes possam comprar a criptomoeda utilizando cartões Visa.

“Nós estamos trabalhando em duas coisas. Uma delas é permitir a compra do Bitcoin usando as credenciais da Visa.”

Apesar do termo ser pouco utilizado por aqui e poder gerar uma certa confusão, as “credenciais” nada mais são do que as informações do cartão que permitem que uma compra seja feita.

Ou seja, colocando de forma simples, a ideia da Visa é permitir que seus clientes possam comprar Bitcoin usando diretamente seus cartões de crédito/débito, tanto na forma física quanto na digital.

Mas essa é só a primeira parte do plano, Kelly também revelou que a Visa está desenvolvendo uma forma para permitir que a criptomoeda seja convertida em moeda fiduciária e poder ser utilizada nos milhões de comerciantes que aceitam a bandeira do cartão.

“Estamos trabalhando com carteiras de Bitcoin que sejam convertidas em moeda fiduciária para que os clientes possam imediatamente usar seu dinheiro em um dos 70 milhões de locais no mundo onde cartões Visa são aceitos.”

Corrida pelo Bitcoin continua

O entusiasmo em torno do Bitcoin não é exclusividade da Visa. A sua principal concorrente, a Mastercard, também anunciou que está estudando as criptomoedas.

Além disso, claro, temos os muitos outros sinais de que, dessa vez, o mercado está bem diferente de 2017, com os especuladores não fazendo mais parte da principal força por trás da alta da moeda digital. Além disso, temos um momento de aceitação interessante por parte de nomes que antes nunca tinham se envolvido com o Bitcoin.

Para alguns, o momento está com tanto impulso que logo os Bancos Centrais também entrarão no FOMO e vão começar a pensar nas criptomoedas como reserva de valor. 

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Alta do Dogecoin criou 1.351 novos milionários no mundo

A alta recente da criptomoeda Dogecoin transformou mais de 1300 pessoas em novos milionários. A moeda disparou mais de 40.000% em um intervalo de...

Próxima queda do mercado cripto será brutal, alerta “Cobra”, dono do bitcoin.org

O mercado de criptomoedas é cheio de altos e baixos, ao longo de 12 anos os investidores viram períodos de altas constantes, chamados de...

O ouro físico está perdendo espaço para o ouro digital

Nos últimos dias, Neel Kashkari, presidente do banco central americano, disse que não ficaria surpreso se a taxa de inflação nos Estados Unidos subissem...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias