“Vou escrever um livro sobre bitcoin e minerar bitcoin”, diz bilionário Ricardo Salinas

Dono do Grupo Salinas, o bilionário se encontra em terceiro lugar na lista das pessoas mais ricas do México, com uma fortuna cerca de US$12,5 bilhões. 10% do seu patrimônio está alocado em criptomoedas.

O terceiro homem mais rico do México, Ricardo Salinas Pliego, anunciou no twitter que vai escrever um livro sobre bitcoin. Além disso, afirmou que vai começar a minerar bitcoins no México com sua própria geradora de energia elétrica.

Na publicação, Ricardo Salinas afirma que para este ano tais atividades estão nos planos, nas palavras dele tem que se manter inovando ou morre, portanto, o bilionário que tem parte da sua fortuna em bitcoin aposta além de apenas comprar o ativo digital.

“Dentro dos meus planos para este ano está, escrever um pequeno livro sobre #Bitcoin além de começar a minerar #btc no México, fazendo uso de uma das minhas geradoras de energia.

Tem que se manter inovando ou morrer. Vocês têm planos para este ano?”

No começo deste mes, Ricardo Salinas anunciou a possibilidade de minerar bitcoins com a própria geradora de energia geotérmica, ou seja, com energia limpa e renovável. Por outro lado, o bilionário demostrou desconhecimento pelo processo da mineração e pediu ajuda sobre o assunto.

Ricardo Salinas e bitcoin

Dono do Grupo Salinas, o bilionário se encontra em terceiro lugar na lista das pessoas mais ricas do México, com uma fortuna cerca de US$12,5 bilhões. 10% do seu patrimônio está alocado em criptomoedas.

O empresário tem demostrado atitudes “maximalistas” em relaçao ao bitcoin, alegando que odeia todas as shitcoins, portanto, é sensato esperar que a alocação do seu patrimônio —10% destinado a criptomoedas — esteja somente em bitcoins.

Além disso, suas críticas por vezes são direcionadas aos governos, segundo ele há grande manipulação no mercado por parte de governos, embora a geração atual não tenha ideia do mal que causa inflação. Portanto, o bilionário aconselha que todo investidor deve ter bitcoin.

Grandes empresários e institucionais no mercado de criptomoedas

Desde 2020, a procura crescente por ativos “hedge” — ativos de proteção contra inflação — por parte de milionários e empresas contribuiu para a demanda por bitcoins. Embora o ouro tenha sido por décadas o ativo mais usado para estes casos, o bitcoin se destacou no mercado.

Considerado como “ouro digital”, o bitcoin se valorizou 301% só em 2020, o que fez com que a procura pelo ativo aumentasse consideravelmente em 2021. Por outro lado, empresas como Microstrategy e Tesla não perderam a oportunidade de entrar no mercado.

Microstrategy e Tesla lideram a lista de empresas com bitcoins, juntas somam cerca de 168.251 bitcoins, equivalentes a US $ 34 milhões. Além disso, Michael Saylor — dono da Microestrategy — revelou que tem que bitcoins alocados na carteira.

Muitos milionários começaram a perceber valor no ativo digital, assim o bitcoin se tornou um dos ativos mais procurados contra inflação.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias