Apreensão de Bitcoins da Indeal pode ser maior que o divulgado por autoridades

Ministério da Justiça e Policia Federal no Brasil haviam confirmado informação, mas Livecoins teve acesso exclusivo a material que nega alegações dos órgãos públicos.

Siga no
Moeda Bitcoin é confiável
Moeda Bitcoin é confiável

Conforme noticiado em primeira mão pelo Livecoins, nos últimos dias o FBI apreendeu R$ 135 milhões de golpe com bitcoin que atuava no Brasil. Mas um documento compartilhado com a reportagem revela que a apreensão de Bitcoin da Indeal pode ser maior que o divulgado até aqui.

O Brasil sofre com as chamadas pirâmides financeiras, principalmente nos últimos anos. Algumas dessas fraudulentas empresas inclusive vincularam a imagem do Bitcoin em seus esquemas.

Uma das principais foi a Indeal, que deu um golpe em mais de 20 mil pessoas no país. No entanto, em 2019 a empresa foi alvo de uma operação policial, chamada Egypto.

Desde que foi encerrada e teve os líderes presos, a Indeal não possibilitou mais saques aos investidores. A esperança de alguns é que Bitcoins capturados nos EUA possam ser repatriados.

Caso Indeal: apreensão de Bitcoin pelos EUA foi maior que o divulgado

Nos últimos dias os clientes da Indeal voltaram a ter esperanças de reaver seus investimentos. Mesmo aqueles que investiram no golpe cientes dos riscos, ficaram entre os lesados pela Indeal.

Com as promessas de 15% ao mês, a Indeal associava os retornos milagrosos ao Bitcoin. Quando foi encerrada pela Operação Egypto, entretanto, nenhum Bitcoin foi encontrado com os líderes do golpe.

Mais de um ano depois, o FBI anunciou a captura de Bitcoins nos Estados Unidos. De acordo com o Departamento de Justiça dos EUA, o FBI teria capturado U$ 24 milhões da Indeal. Na última sexta, até o Ministério da Justiça no Brasil confirmou a apreensão dos Bitcoins da Indeal.

No entanto, um documento foi compartilhado com o Livecoins na manhã desta segunda-feira (9). O documento informa a operação que foi feita nos EUA, dando detalhes dos bitcoins.

Na última semana, por exemplo, o DOJ, Ministério da Justiça e Polícia Federal no Brasil confirmaram R$ 130 milhões de apreensão. O valor ainda não pagaria todos os antigos investidores lesados pela Indeal, mas poderia ajudar.

Apreensão pode ter sido mais que o dobro do divulgado, aponta documento

O documento que veio a tona nesta segunda, exclusivamente com o Livecoins, revela que a quantidade de bitcoins em posse da Justiça dos EUA é de 3537.21068616 BTC.

Considerando o preço do Bitcoin hoje, o valor apreendido é muito superior ao anteriormente divulgado. Isso porque, mesmo com a queda do dólar no Brasil, daria a bagatela de R$ 288 milhões hoje, ou seja, mais que o dobro dos R$ 130 milhões divulgados pelas autoridades norte-americanas e brasileiras.

O Livecoins então questionou dados sobre a apreensão ao Ministério da Justiça e a Polícia Federal no Brasil. A Polícia Federal informou em nota que “a PF não comenta investigações em andamento“. Além disso, buscamos contato do DOJ nos EUA, mas até o fechamento desta matéria ainda não havia respostas.

O endereço de Bitcoin em posse do U. S. Marshals e que teria sido apreendido da Indeal é o 3H68YVEUtMhaSBVjhsWaqf9m24PNBSEhst. Como a blockchain do Bitcoin é pública, qualquer pessoa poderá acompanhar movimentações feitas no endereço doravante.

Vale o destaque que apesar das informações terem ido a público apenas agora, a justiça dos EUA está em posse do valor desde março de 2020. O Livecoins também questionou o MJ sobre o prazo que poderá demorar para o valor ser repatriado, mas ainda aguardamos respostas.

Corretora que detinha bitcoins fruto do golpe é famosa no mercado e colaborou com a justiça

Outra informação que não havia ido a público até o fechamento desta matéria é no mínimo curiosa. Ao afirmar que havia sido feita a apreensão de qualquer Bitcoin nos EUA em nome de Marcos Antônio Fagundes, as autoridades não informaram onde haviam sido encontrados os valores.

Apesar disso, a justiça dos EUA declarou que uma corretora de Bitcoin teria o saldo de Marcos. Ao ser acionada pelo FBI, a corretora então ajudou com as investigações e enviou os valores para a justiça.

A corretora que foi envolvida com a Indeal é a Poloniex, famosa entre traders até do Brasil. Após receber os Bitcoins da Indeal presos na Poloniex, o FBI transferiu a soma para o U.S. Marshals.

Os Bitcoins foram armazenados em uma carteira Electrum (versão 3.3.8) e usa o endereço Segwit. Essa carteira de Bitcoin é considerada segura e recomendada pelo Bitcoin.org.

Carteira contendo supostos Bitcoins apreendidos da Indeal pelo FBI na Poloniex
Carteira contendo supostos Bitcoins apreendidos da Indeal pelo FBI na Poloniex/Livecoins

Ainda sim, não se sabe quando os recursos frutos da apreensão de Bitcoin da Indeal voltarão ao Brasil e como serão convertidos para o pagamento dos clientes. Em breve mais notícias sobre o caso Indeal, fique ligado.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Justiça manda bitcoin.org revelar quantos bitcoins brasileiro tem

A justiça do Estado de São Paulo expediu um ofício ao Bitcoin.org, considerado o site oficial do Bitcoin no mundo todo. O caso aconteceu...
BlackFriday-Bitcoin

Bitcoin com 20% de desconto na Black Friday

O bitcoin estará à venda com desconto nesta Black Friday, quando se espera que bilhões sejam gastos em todos os tipos de produtos e...
Imagem: Coin360

Por que o Bitcoin caiu $ 3.000 em poucas horas?

O Bitcoin não conseguiu superar seu preço histórico e caiu rapidamente de $ 19.500 para menos de $ 17.000. A moeda digital chegou enfrentar...

Últimas notícias

Bitcoin com 20% de desconto na Black Friday

O bitcoin estará à venda com desconto nesta Black Friday, quando se espera que bilhões sejam gastos em todos os tipos de produtos e...

Por que o Bitcoin caiu $ 3.000 em poucas horas?

O Bitcoin não conseguiu superar seu preço histórico e caiu rapidamente de $ 19.500 para menos de $ 17.000. A moeda digital chegou enfrentar...

Adolescente tem o sonho de ser investidor de criptomoedas

Um adolescente que ainda cursa o ensino médio no Brasil tem o sonho de ser investidor de criptomoedas ou trabalhar em uma agência bancária. O...