Inicio Notícias Baidu não quer criptomoedas em sua plataforma

Baidu não quer criptomoedas em sua plataforma

-

Compartilhe
Baidu não quer criptomoedas em sua plataforma

A gigante chinesa da internet, a empresa Baidu, proibiu em suas plataforma discussões sobre criptomoedas.

No país o WeChat e também o AliPay, que é o maior e mais utilizado buscador, já haviam tomado tal decisão, e agora o Baidu segue os mesmos passos com a nova proibição no país.

O Facebook e Google já aviam anunciado tal proibição também em suas plataformas, sendo que na China essas plataformas são restritas aos usuários comuns.

De acordo com fontes próximas, o Baidu já começou a apagar os registros sobre criptomoedas na plataforma e também os canais de informação relacionados ao assunto.

A plataforma é bastante utilizada na China, sendo que muitos empresários fazem negócios através da mesma.

A empresa possui sede na capital Pequim e possui cerca de 40.000 funcionários, sendo uma das principais empresas de internet e inteligência artificial do mundo.

Atualmente a empresa é TOP 4 Alexa, que significa que é o 4º maior site do mundo todo, e só em 2017 movimentou cerca de R$ 51 bilhões de receita.

A China, país com a maior população do mundo, já em 2017 havia banido as exchanges e proibido a população de realizar trade de sua moeda com a maior parte das criptomoedas, mas a atividade de mineração ainda permanece funcionando no país, pelo menos até o momento.

A situação no país atualmente é de restrição, mas algumas criptomoedas ainda possuem ajuda do Governo como a Tron e também a NEO que foram desenvolvidas no local.

Bitcoin encontra barreiras no país

As autoridades chinesas vem desde o banimento realizado em 2017, realizando uma caça as bruxas com relação ao tema das criptomoedas.

Em abril de 2018 foi declarado pelo pelo Banco Popular da China que havia suprimido todos os negócios com criptomoedas, e também todos os ICOs que estavam a ocorrer no país.

Desde que o WeChat começou a restringir as operações de criptomoedas entretanto, que começou em 23 de agosto, que as operações ficaram mais complicadas para os usuários de criptomoedas no país. Isso foi realizado por conta da regulação do país.

Apesar dessas proibições, o estudo da Blockchain nas finanças do Banco de Desenvolvimento ainda estão funcionando, conforme acordo do BRICS fechado recentemente.

Um outro quesito que mostra que o país está em busca de soluções Blockchain, é que em Maio de 2018 realizou um estudo sobre 28 criptomoedas, contando com Ethereum, Bitcoin, Decred e outras mais.

O país é um dos que mais registra patentes sobre a tecnologia atualmente, mostrando que apesar de algumas posições está em busca de aprimorar seu conhecimento sobre a mesma.

O que você acha dessa atitude do Governo Chinês em relação às criptomoedas?

XDEX:Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado.Abra sua conta, é grátis!
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Innova Mine: A cidadela da mineração e trade de criptomoedas

A Innova Mine é um novo projeto da indústria de criptomoedas que opera um modelo de negócios revolucionário. A empresa está sediada na Austrália...

MyAlice: Ex-sócio denuncia esquema em empresa de criptomoedas, “sumiram mais de 100 bitcoins”

Uma grave denúncia contra a MyAlice foi realizada por um ex-sócio da empresa no Facebook. Através de depoimento, Jean Kássio mostra como os negócios...

O valor da escassez dos ativos digitais

O setor de jogos evoluiu muito nas últimas décadas, uma das primeiras e grandes mudanças foi a eliminação da mídia física, reduzindo custos de...

MP abre inquérito contra a Dreams Diggers por suposto esquema de pirâmide

O Ministério Público, por meio da 5ª Promotoria da Justiça do Consumidor de Salvador (BA), acaba de abrir inquérito civil para investigar a Dreams...

A história das moedas físicas de Bitcoin

Uma das principais características do Bitcoin é que ele é totalmente digital, todavia, com o passar dos anos algumas pessoas começaram a criar moedas...

“Dinheiro não existe”: justiça orienta vítimas a sacarem tudo da Unick Forex

A Unick Forex está sendo investigada pela justiça brasileira. Após uma filial do escritório da empresa ser fechado no interior do Rio Grande do...

Banco Central do Brasil aposta em blockchain para criar sistema interbanco

Mais uma vez o Brasil sai na frente ao inaugurar um sistema interbancário através da tecnologia blockchain. O projeto é mantido pelo Banco Central...

Bitcoin é maior que: Donald Trump, Tesla e Kim Kardashian

De acordo com o histórico de buscas no Google, o Bitcoin é maior que muitas pessoas famosas e até da empresa Tesla. Entre os...

Halving do Litecoin pode ser o maior evento de 2019

Certamente discutir sobre preços de criptomoedas é algo paradoxal, logo não é o foco discutir essa perspectiva. Isso porque o halving do Litecoin (LTC)...
 

COMENTÁRIOS

Compartilhe