Bank of America destaca benefícios da adoção do Bitcoin em El Salvador

Já não tem mais volta: Até as instituições mais tradicionais já reconhecem que o Bitcoin é uma moeda legal.

Siga no
Bank of America e Bitcoin
Bank of America e Bitcoin

O Bank of America liberou nos últimos dias um relatório sobre a adoção do Bitcoin por El Salvador. O país foi o primeiro a legalizar a criptomoeda como uma moeda de curso legal.

O contundente relatório do BofA ao mercado acabou chamando atenção do presidente de El Salvador, Nayib Bukele, que se mostra um fã cada vez maior da criptomoeda.

Para a população salvadorenha, o Bitcoin foi um misto de emoções, sendo que alguns adoraram a iniciativa do governo, enquanto outros partiram para manifestações contra a criptomoeda no país.

De qualquer forma, a Lei Bitcoin de El Salvador mostra que veio para modificar a visão do mundo sobre a tecnologia.

Banf of America afirma que o Bitcoin leva oportunidades para El Salvador

O uso de Bitcoin em El Salvador segue crescendo, sendo possível comprar até um cafezinho na ida para o trabalho, nas ruas das cidades. Essa nova visão sobre a criptomoeda em um país acaba sendo um dos casos de uso mais importantes até aqui, visto que sem barreiras impostas pelo estado a moeda digital é uma opção a mais de uso pela população, que tem algo muito importante a ser considerado: a liberdade de escolha sobre o dinheiro.

No Brasil, por exemplo, os brasileiros não têm a mesma liberdade, visto que o real é uma moeda fiduciária de curso legal.

Mas em El Salvador, o relatório do Bank of America destaca que o Bitcoin leva muitas oportunidades para a população local. Compartilhado pelo presidente Bukele, o documento diz que um dos problemas que essa adoção resolve são as remessas financeiras, que crescem no país.

Com Bitcoin, por exemplo, a população pode baratear 10% o envio e recebimento de valores, responsáveis por 24% do PIB local.

“Usar Bitcoin para remessas pode reduzir os custos de transação em comparação aos canais tradicionais de remessas”

Outra oportunidade detectada pela adoção de El Salvador ao Bitcoin, segundo o BofA, é o acesso bancário para pessoas apontadas como “desbancarizadas”. Com a criptomoeda, essa população, que corresponde a 70% dos adultos, já começa a entrar nas finanças digitais, um movimento sem precedentes.

Outro destaque para o governo local ao aderir Bitcoin é haver uma grande chance de recebimento de fluxos de dinheiros estrangeiros como investimento. Isso porque, empresas interessadas em empreender neste setor, como mineradores, carteiras de pagamentos e várias outras, podem se instalar no país e gerar renda e emprego para a população.

Caixas eletrônicos de Bitcoin já correram para o país, facilitando ainda mais o acesso à nova tecnologia legal na região. Essa realidade acabou sendo reconhecida por um tradicional banco dos Estados Unidos, país que também tem visto grande movimentação legal do setor, com empresas até listadas no mercado de ações.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Praia do Forte em Cabo Frio pirâmide com Bitcoin

Eagle Eyes, empresa do “Pastor do Bitcoin” em Cabo Frio suspende saques

A empresa Eagle Eyes, que operava com sede na cidade de Cabo Frio (RJ), é mais uma possível pirâmide usando a imagem das criptomoedas...

Segunda maior pool de Ethereum encerra atividades devido a restrições na China

A SparkPool, segunda maior pool de mineração de Ethereum, anunciou que encerrará suas atividades no dia 30 deste mês. Hoje a pool é responsável...

Empreendedores vs investidores, quem ganhou mais dinheiro com criptomoedas?

Qual será a melhor estratégia para ganhar dinheiro, investir direto em criptomoedas ou empreender em setores essenciais relacionados a elas? Neste artigo faremos um comparativo...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias