Bilionário diz que Bitcoin é a solução contra inteligência artificial

Segundo Saylor, milhares de robôs (bots) aparecem em seu Twitter todos os dias. O problema é antigo, tanto que o próprio bilionário já havia recomendado o uso da Lighting Network como solução.

Michael Saylor, fundador da MicroStrategy, afirmou que o Bitcoin pode ser uma ferramenta poderosa para combater a difusão de fake news em redes sociais. A solução do bilionário é simples: cobrar uma pequena taxa por postagem.

Segundo Saylor, milhares de robôs (bots) aparecem em seu Twitter todos os dias. O problema é antigo, tanto que o próprio bilionário já havia recomendado o uso da Lighting Network como solução.

No entanto, a chegada das inteligências artificiais está deixando tudo mais caótico. Afinal, embora imagens e narrativas já pudessem ser criadas antes das IAs, agora este processo está mais rápido.

A ameaça das inteligências artificiais, segundo Michael Saylor

Citando que existem milhões de ameaças ligadas às inteligências artificiais, Michael Saylor citou dois exemplos durante sua conversa com o canal Kitco News.

“A ameaça é que eu posso rodar 100 milhões de bots de IA para assumir o controle do Twitter, ou Nostr, ou Instagram, ou Facebook, ou Google”, destacou Saylor. “Elas são mais inteligentes que eu, mais carismáticas, e trabalham mais duro que eu.”

“Isso significa que eu posso usá-las para distorcer qualquer tipo de realidade.”

Seguindo, o bilionário destaca que 95% dos comentários negativo que recebe em seu Twitter não são de pessoas reais. “São de robôs”, afirmou Saylor, destacando que eles são robôs antigos, o que facilita identificá-los.

No entanto, tais robôs ligados a inteligência artificial são indistinguíveis de uma pessoa real, com um alto grau de estudo. “Eles serão mais humanos que os humanos”, concluiu.

“Então o risco é que eu posso criar um bilhão de pessoas falsas, e eu posso criar uma guerra civil, tendo falsos republicanos atacando falsos democratas”, notou Saylor. “Mulheres falsas atacando homens falsos […] até que todos pensem que todos estão sendo desreipeitosos com eles.”

“Talvez isso já esteja acontecendo com a primeira geração [de robôs] e por conta disso temos essa divisão cultural. Mas imagine quando eu puder fazer isso 1 milhão de vezes mais barata e melhor com a próxima geração.”

Segundo bilionário, Bitcoin pode ser usado para previnir tal abuso

Michael Saylor já foi um crítico do Bitcoin, mas após estudar a criptomoeda tornou-se o maior investidor do mundo após sua empresa, a MicroStrategy, comprar bilhões de dólares em BTC.

Desde então, o bilionário tornou-se uma das principais vozes do Bitcoin, defendendo que não existe uma segunda opção de investimento.

No entanto, Saylor acredita que o uso do Bitcoin possa ir muito mais além do que uma reserva de valor. Ou seja, ser usado para combater fake news criadas com o auxílio de inteligência artificial.

Sua solução é registrar sua identidade no Bitcoin, o que teria um custo de centavos, mas seria suficiente para encarecer ataques.

“Você precisa inscrever [sua identidade] na camada base do Bitcoin […] Se eu fizer isso, ganho uma verificação laranja, pode me custar centavos, uma vez na vida, mas agora você tem uma identidade imutável”, comentou Saylor. “Se você amarrar isso a sua identidade no Twitter, agora se alguém quiser lançar um bilhão de bots, isso custará um bilhão de transações, um bilhão de dólares.”

Por fim, a popularização da inteligência artificial ainda é algo novo e suas consequências ainda não estão claras. De qualquer forma, as pessoas já estão pensando em soluções para limitar potenciais riscos associados a essa nova tecnologia.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias