Bitcoin atinge alta semanal que não era vista desde janeiro de 2018

Índices gráficos revelam que a criptomoeda está ganhando impulso com evidentes sinais positivos no mercado.

Bitcoin atinge maior alta semanal de 2019

O bitcoin atingiu um índice histórico na última semana, algo que não era visto desde fevereiro de 2018. Esse índice está relacionado com o gráfico de intervalo semanal da criptomoeda. Ao manter seu preço acima de US$ 11 mil nos últimos sete dias, o bitcoin quebrou mais um recorde no mercado.

Análises gráficas permitem realizar comparações com o desempenho anterior da criptomoeda. Desde o final de 2017 e início de 2018 o preço do bitcoin não conseguiu se recuperar no mercado. Sendo assim, sua máxima histórica continua a ser a cotação atingida pela criptomoeda há cerca de dois anos atrás.

Preço do bitcoin não caiu abaixo de US$ 11 mil

Na última semana, o preço do bitcoin pode ter atingido força suficiente para alcançar uma nova onda de valorização. Embora a criptomoeda não tenha chegado até sua máxima de 2019, uma tendência revela que o bitcoin está fortalecido no mercado.

Em sete dias, o preço do bitcoin teve uma variação expressiva e sua cotação não caiu abaixo de US$ 11 mil. Na última terça-feira (6), o bitcoin chegou a ser cotado em US$ 12.259,98 em sua máxima semanal. Esse impulso serviu para consagrar a criptomoeda com um desempenho que não era visto há 18 meses no mercado.

Gráfico semanal revela sinal positivo para a criptomoeda

Sinais positivos no mercado apontam para um desempenho de sucesso inquestionável para o bitcoin. O gráfico semanal da criptomoeda traz dados que remetem ao mercado de 2018. O fortalecimento do bitcoin no mercado pode ser compreendido por outros sinais positivos. Esses dados podem traduzir uma alta para o bitcoin nos próximos meses.

Segundo uma análise publicada por Nunya Bizniz, o fechamento semanal do bitcoin pode revelar um momento otimista para a criptomoeda. O trader publicou que o desempenho do bitcoin nos últimos sete dias não era visto desde janeiro de 2018.

De acordo com Nunya, desde então o preço do bitcoin não havia fechado com uma variação acima de 50% no índice Fibonacci. Na publicação no Twitter o trader utiliza o intervalo de preço semanal para concluir que o bitcoin vive um forte impulsionamento no mercado.

Além disso, recentemente o cruzamento de duas médias móveis do preço do bitcoin pode significar um passo importante para a criptomoeda. Chamado de ‘cruzamento dourado’, na última vez que isso aconteceu o preço do bitcoin subiu 4.900%. Levando em consideração esta análise, a criptomoeda poderia facilmente chegar em US$ 500 mil.

Todos os sinais positivos relacionados ao desempenho do bitcoin traduzem um evento que se aproxima. Em menos de doze meses a oferta do bitcoin através da mineração cairá pela metade. Historicamente o halving fez o preço do bitcoin enfrentar uma enorme onda de valorização subsequente ao evento. Os indicadores gráficos  apresentados reforçam o impacto que o halving terá no bitcoin em 2020.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Últimas notícias