Bitcoin em US$ 67.193: trader experiente explica como isso pode acontecer

Criptomoeda pode assumir lugar do dólar com o mercado norte-americano ameaçado.

Siga no

O Bitcoin (BTC) deverá chegar em US$ 67.193 segundo Peter Brandt. O experiente trader acredita que esse deverá ser o valor da criptomoeda após ela ser amplamente adotada como um fundo de valor por instituições bancárias. Sendo assim, um crescimento inimaginável poderá fazer o Bitcoin (BTC) subir após sua popularização no mercado financeiro tradicional.

O mercado descentralizado de criptomoedas ainda possui apenas dez anos, se for levado em consideração a criação do Bitcoin (BTC). Demorou algum tempo para existir a estrutura que todos conhecem hoje e ainda levará vários anos para que a expansão total deste setor aconteça. Desse modo, grandes mudanças devem ser capazes de provocar até mesmo uma reestruturação neste mercado.

Preço do Bitcoin (BTC) poderá ser atrelado a grandes reservas de ouro

O Bitcoin (BTC) e outras criptomoedas ainda não receberam o reconhecimento necessário para sua popularização em massa. Em uma análise relacionada ao ouro, Peter Brandt fez uma comparação entre os ativos.

Atualmente o ouro é um dos ativos mais procurados por investidores em todo o mundo. E foi através do mercado desse commodities que o especialista desenvolveu sua teoria em relação ao preço que o Bitcoin (BTC) poderá atingir.

Existem 33 mil toneladas de ouro armazenadas no Banco Central dos Estados Unidos. Essa quantia equivale a maior parte da reserva de ativos de uma das maiores potência econômicas em todo mundo.

Queda do dólar e crise no mercado dos EUA favorece criptomoedas

Para chegar ao valor de US$ 67.193, Peter fez um comparativo entre a oferta total dos dois ativos. Para o investidor, o Bitcoin (BTC) poderá chegar nesse valor se fosse dividido a cotação de todo o ouro no Banco Central norte-americano pela criptomoeda. Dessa forma, o preço das 33 mil toneladas equivaleria ao valor de todos os Bitcoin (BTC) existentes, ou seja, 21 milhões de unidades.

Contudo, para que essa teoria se concretize, um movimento de inversão tomaria conta do mercado. Os Estados Unidos poderia apostar na criptomoeda após a derrota do dólar. Com o país com uma enorme dívida, orçada em US$ 22 trilhões, Peter parece não estar enganado.

Além do ouro, o dólar norte-americano é quem “dita” as regras do comércio internacional. Alguns investidores apostam que os EUA deverão entrar em uma nova recessão nos próximos anos. Além disso, vários países se esforçam para depender cada vez menos de negociações envolvendo a moeda norte-americana. Esses esforços resultam em um enfraquecimento da moeda que já foi amplamente utilizada como uma reserva mundial.

Essa possível quebra e recessão dos EUA servirá para endossar a descentralização das criptomoedas como uma alternativa viável ao mercado financeiro tradicional. Desse modo, o Bitcoin (BTC) poderia assumir o papel do dólar no mercado mundial atualmente. E poderá ser neste momento que o Bitcoin (BTC) e outras criptomoedas terão o seu grande e tão esperado reconhecimento.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

O Título do Tesouro EUA derrubou o Bitcoin?

Títulos do Tesouro norte-americano, ou Treasuries, são negociados diariamente em bolsas de valores. Com 21 trilhões de valor em circulação, giram mais de 11...
Bill Gates durante entrevista no aplicativo Clubhouse.

Bill Gates critica Bitcoin e deixa claro que não é fã da moeda digital

Na semana passada, o fundador da Microsoft, Bill Gates, animou o mercado de criptomoedas ao dizer que estava "neutro" em relação ao bitcoin. Na mesma...
Moeda Ethereum pegando fogo recorde

Ethereum é para ricos, mas em breve esses caras ficarão pobres, diz CEO da...

O CEO da Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo em termos de volume negociado, disse que não usa mais Ethereum. O empresário...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Bill Gates critica Bitcoin e deixa claro que não é fã da moeda digital

Na semana passada, o fundador da Microsoft, Bill Gates, animou o mercado de criptomoedas ao dizer que estava "neutro" em relação ao bitcoin. Na mesma...

Ethereum é para ricos, mas em breve esses caras ficarão pobres, diz CEO da Binance

O CEO da Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo em termos de volume negociado, disse que não usa mais Ethereum. O empresário...

Cardano sobe 2600% em um ano e se torna a 3ª criptomoeda mais valiosa do mercado

Apesar de o mercado de criptomoedas estar em queda desde segunda-feira (22), a Cardano valorizou 48% nos últimos 7 dias e se tornou a...

Maioria dos mineradores de Ethereum aceitam proposta para reduzir taxas

A grande maioria dos mineradores de Ethereum não devem protestar contra a proposta EIP-1559, que diminui as taxas da rede e, consequentemente, diminui a...

‘Aprecie com moderação’: como gestoras de fundos de criptomoedas no Brasil veem valorização do bitcoin

A grande valorização recente experimentada pelo bitcoin — apesar da correção ocorrida nesta semana — novamente fez o mercado financeiro olhar mais profundamente para...