Bitcoin está atraindo mais investidores

Apesar da queda em Março, mais pessoas estão comprando bitcoin

Siga no

A atual crise tem sido um momento de muita preocupação e observação de todos os setores do mercado. Com o Bitcoin não tem sido diferente, já que o ativo deu motivos de sobra para surpreender e até assustar muitos investidores durante esse tempo.

Mas a moeda digital parece estar ganhando mais interesse dos investidores.

O newsletter diário do Coindesk, mostrou que o criptomercado, principalmente o Bitcoin, vem atraindo cada vez mais investidores. Como exemplo, o site citou o tuíte do CEO da exchange Coinbase, Brian Armstrong, que mostrou que recentemente houve um pico em depósitos de US$ 1.200 na exchange.

Lembrando que US$ 1.200 é o valor que o governo está distribuindo como forma de ajudar aqueles que estão sendo afetados pela quarentena.

Além do tuíte, existem diferentes sinais de que o dinheiro recebido do governo tem sido usado para investir nas criptomoedas.

E esse não é um fenômeno apenas Norte-Americano, nos grupos sobre criptomoedas no Brasil é possível ver várias pessoas dizendo que vão usar o Auxilio Emergencial de R$ 600 para investir em criptomoedas.

O CoinDesk também chamou a atenção para um gráfico elaborado pelo CoinDesk Research, utilizando dados do Coin Metrics. O gráfico (logo abaixo), mostra um aumento considerável em endereços que possuem quantidades pequenas de Bitcoin.

O aumento nos endereços com menos de um bilionésimo do suprimento total de Bitcoin ou cerca US$130 no preço atual.

No dia 16 de abril, a Arcane Research divulgou uma pesquisa que indicava que os endereços com mais de 0.01 Bitcoin tinham subido cerca de 5% desde o começo de março, atingindo o recorde de 8.3 milhões.

Isso quer dizer que tivemos um grande aumento de investidores que estão comprando pequenas quantidades, indicando um inicio de investimento e um aumento no interesse dos investidores varejistas.

Aumento no interesse institucional

O aumento no interesse varejista é sempre um sinal positivo para o interesse institucional.

Geralmente o aumento no investimento dos investidores individuais começa uma movimentação institucional, que por fim aumenta o número de investidores varejistas. É um ciclo de sucesso para qualquer produto e que já foi visto no Bitcoin algumas vezes.

A Renaissance Technologies, uma as maiores empresas de fundo de hedge do mundo, anunciou em um documento regulatório que pode negociar contratos futuros de Bitcoin na Chicago Mercantile Exchange.

A Grayscale, uma empresa de investimento com foco em criptomoedas teve um trimestre recorde, com mais de US$ 500 milhões.

Com a maneira que os Bancos Centrais estão lidando com a atual crise, com impressão de trilhões de dólares, o dinheiro fiduciário perdeu o seu significado. O Bitcoin então está sendo cada vez mais visto como uma foram de se proteger desse momento e isso explica o interesse recente que ele vem ganhando.

Apesar de uma negociação lateral, com o preço ficando próximo dos US$ 7.000, temos outros pontos em que o BTC vem ganhando força e nenhum é mais importante que a adoção.

Em um período pré-halving, essa é uma importante métrica e esses sinais positivos são muito bons para todo o ecossistema. Ainda assim, é fundamental que o preço atinja níveis mais altos em breve.

Interesse do Bitcoin aumenta mesmo em período de medo

Índice de Medo e Ganancia.

A Newsletter do CoinDesk também aponta para um dado bastante curioso: O criptomercado está passando pelo período mais longo de “Medo Extremo” no índice de Medo e Ganância.

De acordo com uma pesquisa a Arcane, o criptomercado está no “Medo Extremo” desde 9 de março, o período mais longo desde que o índice foi lançado em fevereiro de 2018.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Departamento de Tesouro dos Estados Unidos

Departamento do Tesouro dos EUA quer ferramenta para rastrear Bitcoin

A agência dos Estados Unidos responsável pela implementação de sanções contra empresas, parte do Departamento do Tesouro, quer uma ferramenta capaz de rastrear o...
Polícia investiga negócio de criptomoedas no ES

Corretora cripto é alvo de operação policial por fraude bilionária

A polícia da Coreia do Sul realizou uma operação em diversos escritórios de uma corretora de criptomoedas após a empresa ter sido acusada de ser...
Criptomoeda Ethereum mãe do DeFi

Banco Central dos EUA elogia Ethereum e inovação com DeFi

O Banco Central dos Estados Unidos de St. Louis publicou um artigo elogiando as inovações da plataforma Ethereum. Ao criar aplicações bancárias com tokens,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias