Bitcoin recua 3% em minutos após ETF da BlackRock ser removido de site

Terror se espalha nas redes sociais

Após surpreender o mercado com uma alta de 24% nos últimos 7 dias, o Bitcoin recuou cerca de 3% em poucos minutos na tarde desta terça-feira (24), freando uma subida que parecia imparável. O principal motivo do recuo pode estar relacionado ao pedido de ETF da BlackRock.

Enquanto muitos atribuem a alta da semana a adição do ticker IBTC, do ETF da BlackRock, no site do Depository Trust & Clearing Corporation (DTCC), a queda pode estar ligada a remoção deste mesmo ticker.

Embora o site do DTCC esteja indisponível no momento, o ‘sumiço’ do ticker foi noticiado por Joe Light, jornalista da Barron’s, em suas redes sociais.

“Espere, com a atualização de hoje, agora o iShares Bitcoin Trust (IBTC) saiu da lista do DTCC?”

Também sem entender direito o que está acontecendo, Erich Balchunas, analista da Bloomberg, mostrou-se surpreso com a decisão, mas apontou alguns motivos que podem ter levado o DTCC a remover o ticker do ETF de Bitcoin à vista da BlackRock.

“Não estou totalmente chocado, meu palpite é que eles foram instruídos ou querem esperar até que faltem dias, não semanas ou meses. Como eu disse, foi surpreendente ver [o ticker IBTC] ali.”

Usando o Twitter como um bate-papo, Scott Johnsson da Van Buren Capital se juntou a conversa, notando que isso não muda os avanços da BlackRock em relação a seu pedido.

“Isso realmente não muda o fato de que a Blackrock está avançando com pressa para ter certeza de que está preparada para o lançamento. A SEC provavelmente não gosta de parecer que está sendo encurralada”, comentou Johnsson.

Independente disso, o mercado acabou se assustando com a remoção, fazendo o Bitcoin perder 3% em poucos minutos com um ligeiro aumento no volume de negociações.

Bitcoin recua 3% em minutos após ticker de ETF da BlackRock ser removido do site da DTCC. TradingView.
Bitcoin recua 3% em minutos após ticker de ETF da BlackRock ser removido do site da DTCC. TradingView.

Terror se espalha nas redes sociais

Quase no mesmo instante, Changpeng Zhao, CEO da Binance, publicou uma espécie de alerta para investidores, notando os perigos da volatilidade do mercado e dando dicas para os investidores menos experientes.

“As criptomoedas são voláteis. Lembre-se de exercer uma gestão de risco prudente ao negociar. Se você não sabe o que significa TP/SL (Take Profit/Stop Loss), você deve aprender sobre isso.”

Nos comentários, um investidor questiona Zhao se seu tuíte possui alguma ligação com a remoção do ticker IBTC que acabou gerando uma leve, mas repentina, queda em todas as criptomoedas.

“Isso foi uma coincidência, Sr. CZ? O ticker do ETF Bitcoin à vista da BlackRock, IBTC, acaba de ser removido do site da DTCC.”

Por fim, o Bitcoin voltou a agir como um ativo volátil, agressivo e sensível a qualquer sinal mínimo do mercado. Os mais antigos comemoram, tendo saudade desses movimentos bruscos, mas os recém-chegados podem estranhar essa montanha-russa nos gráficos.

Provando esse ponto, o Bitcoin voltou a subir acima dos US$ 34.000 antes do término desta redação, ficando até mesmo difícil escrever sobre o tema.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias